Um novo amanhecer

Página 6 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Seg Jul 10, 2017 10:36 pm

Manip + Lábia. Espec.: Unswerving Logic
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Seg Jul 10, 2017 10:36 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 9, 7, 5, 2, 10, 6, 6

_________________
"Eu sou aquele que arrancou suas próprias vendas, e viu o Universo pelo que ele é. As forças da natureza curvam-se ao meu comando, e o Infinito e a Eternidade obedecem à minha Vontade. Venha comigo, e partilhe das maravilhas que vi, neste e em inúmeráveis mundos.

Me dê sua mão, abra seus olhos, e Desperte..."
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 204
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Ter Jul 11, 2017 4:18 pm

- "Dr. West, a essa altura do campeonato, estou aceitando qualquer sugestão" - disse o detetive, levantando as duas mãos e mostrando as palmas. Tinha uma cicatriz de um corte feio, na palma esqueda - "Se essa garota sair daqui, minha experiência diz que o pai ou namorado abusivo dela vai escapar incólume, e vai continuar com os abusos. Por favor, sinta-se à vontade para fazer o que for preciso. Enquanto o Sr. pega o jaleco, vou falar com a oficial Rogers, que está na sala junto com ela. Ah, e vou dar um jeito de despistar o diretor. Aquele homem gostaria de qualquer jeito que essa história morresse". 

West conseguiu o jaleco sem maiores problemas, e quando voltou à sala, do lado de fora estavam o detetive Stabbler e uma oficial alta (quase da altura de West), loira, de olhos azuis, e realmente muito bonita. A mulher abriu a porta para ele.

Quando entrou na sala, Notou que era um escritório simples. A sala continha apenas uma mesa de escritório, alguns arquivos e estantes abarrotados de papéis, e um qadro de cortiça com montes de pepéis presos. Sentada à mesa, estava Hannah. Tinha lhe vestido com um uniforme verde de enfermeira, que ficava bem apertado na barriga proeminente. Ela tinha um casaco nas costas, e uma expressão muito cansada. Estava de olhos baixos quando ouviu a porta se abrir, mas demorou um pouco a levantá-los, e quando viu West, arregalou-os como pires. Mas não disse nada.


Última edição por The Oracle em Ter Jul 11, 2017 11:14 pm, editado 1 vez(es)
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 204
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Ter Jul 11, 2017 9:07 pm

Haviam duas implicações ocultas na frase do detetive: primeiro, que ele queria que Dr. West mentisse caso fosse necessário fazê-lo para manter a garota ali; e a segunda, relacionada a primeira, é que ele realmente se importava. 

"É um corte feio o que fez aí." - comentou, observando aquilo com atenção. Era curiosidade, e possivelmente até meio infantil, mas sabemos como são os cientistas, não sabemos? Faust havia sido confrontado com a possibilidade de uma relação entre uma policial de Portland e um grupo de licântropos que ele sabia existir, e depois um policial aparecia com uma cicatriz feia na mão... Tentar relacionar as coisas era metade do seu trabalho, e o médico tinha experiência o suficiente como legista para saber diferenciar que tipo de corte deixava que tipo de cicatriz. Facas cortavam de um jeito, garrafas quebras de outro, animais selvagens... Bem. 


[...]


À mulher bonita, o médico direcionou apenas um olhar momentâneo. Não era realmente tímido, mas a fachada de sê-lo, naquele momento, o poupava do martirio do contato humano. 

Ele viu Hannah e, deixando a mala e a bengala no chão, ergueu as mãos em sinal de paz, aproximando-se devagar.

"Eles te machucaram?" - perguntou, em tom baixo, tomando cuidado para não ser ouvido do lado de fora. "Quando soube que uma garota tinha tentado fugir, fiquei tão preocupado..."
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Ter Jul 11, 2017 9:23 pm

Ouvindo o que disse a menina, Faust fez uma pausa e respirou fundo. Ele tinha duas opções ali, até onde entendia: levar aquilo pelo convencimento amigável, ou pela tática do medo. Pessoalmente, tinha muito mais proficiência no segundo, que envolvia uma dose maior de manipulação e palavras afiadas do que disponibilidade emocional, coisa que, sejamos honestos, não tinha de sobra.

Mas decidiu começar pelo primeiro, aproximando-se devagar. Atentou-se às mãos que tremiam, mas só falou quando já estava mais perto dela, abaixado no chão - precisava garantir que não seriam ouvidos do lado de fora. "Eu precisava te ajudar e não estava conseguindo. Me frustrei. Me desculpe. Você ainda quer ver sua família?"




Rolagem 1: Medicina + Percepção (Cicatriz)
Rolagem 2: Medicina + Percepção (Hannah)
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Ter Jul 11, 2017 9:23 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


#1 'D10' : 3, 6, 6, 3, 8, 1, 7

--------------------------------

#2 'D10' : 4, 10, 7, 7, 3, 10, 5

_________________
"Eu sou aquele que arrancou suas próprias vendas, e viu o Universo pelo que ele é. As forças da natureza curvam-se ao meu comando, e o Infinito e a Eternidade obedecem à minha Vontade. Venha comigo, e partilhe das maravilhas que vi, neste e em inúmeráveis mundos.

Me dê sua mão, abra seus olhos, e Desperte..."
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 204
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Ter Jul 11, 2017 9:28 pm

Lábia + Manip
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Ter Jul 11, 2017 9:28 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 4, 2, 1, 6, 3, 8, 6

_________________
"Eu sou aquele que arrancou suas próprias vendas, e viu o Universo pelo que ele é. As forças da natureza curvam-se ao meu comando, e o Infinito e a Eternidade obedecem à minha Vontade. Venha comigo, e partilhe das maravilhas que vi, neste e em inúmeráveis mundos.

Me dê sua mão, abra seus olhos, e Desperte..."
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 204
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Ter Jul 11, 2017 11:23 pm

Faust teve bem pouco tempo para observar a cicatriz na mão do policial. Afinal, ele levantara as mãos apenas por um segundo ou dois. Mas poderia dizer, com razoável certeza, de que não era o ferimento de uma garra ou presa. Esse tipo de ataque costuma arrancar tecido, deixando uma cicatriz em baixo relevo. Aquela ali era fruto de um corte limpo. Se de uma lâmina, vidro ou outra fonte, ele não saberia dizer. Nem tampouco o detetive Stabbler fez qualquer comentário a respeito. Aliás, a única coisa mais notável que o detetive fez foi olhar para a bengala de Faust por alguns segundos, com a testa franzida.



Quando entrou no escritório e se aproximou da garota, ela não disse nada, até a hora em que ele falou. E então ela respondeu, talvez um pouco alto demais, mas não alto o bastante para ser ouvida do lado de fora.

- "Você é um homem mau e... e mentiroso! Igual a todos os outros!"

As mãos da garota, sobre a mesa, começaram então a tremer visivelmente, o que veio a confirmar um diagnóstico que já estava se formando na mente de West, dado por pequenos sinais que ele rapidamente notou ao entrar: estava frio, mas o uniforme que a garota vestia estava ligeiramente úmido sob as axilas; as pupilas estavam um pouco dilatadas, e ela batia o pé ritmicamente no chão, rápido.

Eram sinais bem claros de estresse avançado. Se fosse medir a pressão dela naquele momento, certamente estaria alterada. Ou, havia outra hipótese: poderia ser o início de uma crise de privação, mas isso iria de encontro aos exames laboratoriais que a garota havia feito. Não havia resíduo de droga no organismo dela para causar aquela reação. Pelo menos, não havia quando os exames foram feitos.

E então, a cereja do bolo. Quando o eterita disse "você ainda quer ver sua família?", alguma coisa pareceu ter mudado nos olhos da garota, como se ela talvez '"quebrasse". As mãos começaram a tremer mais, lágrimas grossas (anormalmente grossas) escorreram por seus olhos, e ela começou a falar: "Eu quero ver minha mãe!".


E ia repetindo aquela frase, mas numa voz fina e ofegante, como se estivesse sufocando, ou tentando falar em meio a um ataque de choro. As lágrimas continuavam a correr, o tremor das mãos ia subindo para os braços, e ela ia repetindo a frase, cada vez mais alto.


Clinicamente, aquilo parecia um colapso nervoso. O risco de aborto espontâneo não poderia ser descartado.


Última edição por The Oracle em Qui Jul 13, 2017 2:12 pm, editado 1 vez(es)
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 204
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Jul 12, 2017 11:09 pm

Bem, aquela era uma situação desconfortável. Para um homem da ciência como Dr. West, que não gostava - mesmo em seus anos dourados - de lidar com as emoções desajustadas das pessoas comuns, ter que lidar com uma menina em grave estado de crise psiquiatríca induzida por magika era, no mínimo, desagradável: ele não sabia muito bem como reagir de maneira humana aquilo. 

Mas Faust fez o que fazia de melhor. Vendo-a naquele estado, o médico reconheceu que de imediato não sabia o que fazer e ficou de pé. Fechou os olhos por um segundo, respirando fundo. Em sua mente, ecoava o som do giz no quadro negro de seus olhos fechados - setas vinham para todos os lados, informações se conectavam e giravam numa cacofonia mental que o distanciava do mundo externo e dos gritos chorosos. 

Não passou mais de um segundo, e ele abriu os olhos. Sejamos honestos: Dr. West era inteligente o suficiente para saber que sua capacidade de acalmar alguém naquele estado sem o uso de químicos era nula, e ele não tinha pré-pronto, em sua maleta, nada de efeito tranquiliziante. Tinha materiais para causar dor, para causar medo, para causar desmaios, morte, e até mesmo para lobotomizar Hannah sem deixar um único traço exterior de dano. 

Mas não tinha nenhum calmante. 

A solução mais prática seria matar Hannah, é claro - mas aquilo não lhe parecia sensato. Seria encerrar de imediato uma possível linha investigativa sobre o Profeta e seu modos operandi. Mantê-la viva era um risco, sim, mas... não era um risco muito verossimil. O que ela ia dizer? Que ele a havia levado escondida para o hospital depois de ser salva por um anjo?

Tinha planejado hiperventilar sozinho um pouco, afim de parecer mais alterado quando fosse chamar as enfermeiras, mas não havia tempo o suficiente. Hannah progredia em sua crise histérica com velocidade, e um momento antes dela atingir o ápice, Dr. West sobrepôs a própria voz a da adolescente.

Gritou: "COLAPSO MENTAL, EU PRECISO DE 5MG DE BROMAZEPAM STAT!"

Dalí, era só uma questão de explicar para os policiais como Hannah era, sim, menor de idade, mas que nitidamente havia sofrido abusos indescritíveis que haviam-lhe causado traumas seríssimos e recomendá-la com veêmencia para a ala psiquiátrica. 

A partir de então seria apenas uma questão - geralmente bastante simples - de conseguir material de chantagem sobre o psiquiatra responsável pelo setor no hospital. Com isto, poderia lidar com Hannah, sua gravidez e seu reencontro familiar da melhor maneira possível: em um ambiente esterelizado, e com rigor científico. 

Da forma como tiinha que ser.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qui Jul 13, 2017 2:43 pm

Hannah não decepcionou as espectivas de West: em poucos segundos, estava gritando "Eu quero ver minha mãe!", enquanto chorava como uma cachoeira, e convulsionava como num quase ataque epiléptico. Ranho escorria por seu nariz, e a barriga proeminente escorregou para fora do uniforme apertado de enfermeira. Faust pôde ver o relevo do pé do feto, pressionando sob a pele fina da garota.

De fato, cadáveres não tinham aquele tipo de reação degradante. Cadáveres eram previsíveis.

Assim que a garota começou a gritar, a porta se abriu, e a oficial loira olhou com uma cara espantada para dentro. Abaixo do queixo dela, estava a cara também espantada do detetive Stabbler. Quando o médico pediu o remédio, os dois ficaram com uma cara mais apaspalhada ainda, mas foram empurrados para o lado pela presença da enfermeira Colker. West sabia que era uma das três enfermeiras-chefes que se alternavam entre os plantões. Era uma mulher mulata, grande e forte, provavelmente perto dos 40, com longos cabelos amarrados em dreads, e feroz como um pitbull. Colocava todo mundo nos eixos. Entrou na sala praticamente jogando os dois policiais para o lado, e com mãos de ferro, segurou a garota convulsionante, a sacudindo como uma boneca de trapos. A violência do tranco fez com que Hannah saísse um pouco de seu transe-choradeira, e arregalasse os olhos. Arregalou-os mais ainda quando a mulher torceu o pescoço para trás, com um sonoro "crach" de quem ajeitava um torcicolo, e repetiu o comando de West sobre o medicamento, ao que, um segundo e meio depois, um enfermeiro entrou com uma seringa na mão. Hannah ainda fez menção de se debater um pouco mais, mas a enfermeira Colker lhe mostrou as costas da mão, como se fosse esbofeteá-la. Fez isso de maneira que seu corpo bloqueou a visão dos dois policiais do gesto, mas West viu. Aquela mulher era experiente.

A garota foi injetada, e depois retirada por dois enfemeiros corpulentos. Já do lado de fora da sala, Stabbler secava a testa com um lenço, e balançava a cabeça. Rapidamente perguntou para West sobre a garota, e pareceu ficar feliz ao saber que ela era menor. Pediu a West uma declaração disso, e agradeceu ao médico. "O Sr. foi de grande ajuda, Dr. West, para o PPD e para essa garota. Levaremos em conta suas considerações sobre o tratamento dela."


Nesse momento, veio andando pelo corredor (o mais rápido que sua velhice permitia), o Sr. Burns, diretor do hospital. Tanto West quanto Stabbler viram isso, mas o detetive sussurrou "eu cuido dele. Por favor, entregue a declaração à oficial Valentine". e foi interceptar o homem. O velho foi obrigado a parar frente ao detetive, mas lançou para West um olhar que dizia "depois conversamos sobre isso".

Fazer a declaração foi rápido. Depois disso terminado, era algo como 10:30. Ele pôde então ver a mensagem de Ezio.
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 204
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qui Jul 13, 2017 3:11 pm

Quando tudo estava resolvido, o médico acenou afirmativamente com a cabeça para o Detetive Stabbler. "Foi um prazer ajudar." - disse. Não chegou a pedir que ele lhe avisasse sobre o destino de Hannah - aquilo seria suspeito e, também, imaginava que a cortesia profissional faria com que o detetive já tomasse de antemão aquele tipo de atitude. Principalmente depois de ouvir o que Dr. West disse logo após: 

"Eu geralmente não gosto de sair do meu laboratório, mas preciso admitir que nas vezes que fui chamado para ajudar a polícia local... Foram sempre experiências enriquecedoras, ainda que nem todas muito bonitas de se ver." - e moveu as sobrancelhas. O gesto não pareceu muito natural, e de fato não o era. "De qualquer forma, se precisarem da ajuda de um legista experiente, Detetive Stabbler, por favor não hesite em chamar. Quanto mais esquisito melhor."

Dizendo isto, foi fazer a declaração para Valentine. Usou termos técnicos e montou as palavras de forma a passarem as informações que ele queria passar, com as ênfases onde ele as desejava, mas não contou nenhuma mentira - não tinham mentiras a contar sobre o que havia acontecido ali, no final das contas. 

Aquilo resolvido, o médico pegou sua maleta e sua bengala e moveu-se em direção ao necrotério - não tinha nada para fazer ali, mas precisava ter uma resposta para a possibilidade da pergunta "o que você veio fazer no hospital fora do seu expediente?", e a resposta seria "Conferir se deixei um documento na mesa". No necrotério, viu a mensagem de Ezzio - não respondeu, mas encaminhou-a para Oliver.

[...]

Dr. West então saiu do hospital e pegou um carro, dirigindo-se ao aluguel de carros na 202 Warren Avenue. Precisava de um carro digno - não podia chamar a atenção por dirigir algo abaixo de seu nível econômico, mas que não fosse ostensivo. Precisava também de um porta malas grande, e com uma boa suspensão. Acabou alugando um Sedan Hyundai Genesis de 2013, prateado - parecia um modelo ideal. 

Saiu então do local depois de passar pelos trâmites necessários, e conferiu o horário. Ainda tinha algum tempo antes do almoço com Ezzio e Oliver. Decidiu passar na livraria que havia descoberto em seu levantamento de fontes. "Em uma hora passo na capela para te buscar", avisou o Akasha de antemão.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Sex Jul 14, 2017 1:59 am

Quando West ao endereço da Odd Thomas Old Books, na Free Street, o local estava fechado. Na verdade, ele apenas viu o lugar em sua segunda passagem pela rua. Era uma fachada de não mais de dois metros de largura, escondida entre um café pouco glamuroso e uma loja de ferragens. A vizinhança em si tinha aquele ar pós-modernista decadente. Havia por perto uma galeria de arte e uma daquelas boates com letreiros de neon que chegam a doer os olhos, e ele passou por um bando de punks enquanto procurava o lugar.

Havia uma grade de correr tapando a fachada. O lugar estava fechado, identificável apenas por uma placa bastante discreta. Entretanto, não parecia abandonado, nem havia qualquer placa de "aluga-se" ou passo ponto. Talvez não funcionassem de manhã.

Não tendo muito mais o que fazer ali, ou tempo para fazer qualquer outra coisa, West se adiantou para a capela. Chegou nela bem a tempo de ver Oliver e a Hermética, Granger, chegando ao local, juntos. Oliver carregava algumas sacolas de uma loja qualquer de roupas, e quando viu West em seu carro preteado, mudou de rumo e foi em sua direção. Se ele ia se despedir da garota de alguma forma, ela não lhe deu oportunidade, pois entrou na Anima Gemma sem olhar para trás.

Estavam prestes a tocar o interfone do prédio de Ezio, quando uma mensagem dele chegou para ambos.
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 204
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Sex Jul 14, 2017 9:23 am

Dr. West esperou através do volante, impassível, enquanto Oliver vinha em sua direção. Não fez comentários sobre Granger ou sobre a situação particularmente sexual em que os havia encontrado, preferindo deixar aquele tipo de comentário para jogadores de futebol e outras criaturas menos evoluídas. 

Durante o trajeto, achou por bem contar sobre a garota. "Hannah teve um colapso mental hoje de manhã, no hospital. Acertei tudo com a lei, mas me parece que ela não está conseguindo lidar muito bem com a fragmentação da própria realidade." - explicou. Nem chegou a dar bom dia, ou qualquer coisa assim.

[...]

Estacionou o carro do outro lado da rua do prédio de Ezzio, e ligou o alarme depois de descer - carregando sempre tanto a maleta quanto a bengala. 

Quando chegou a mensagem, Dr. West respondeu-a apertando o interfone: "Estamos aqui."
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Sex Jul 14, 2017 10:41 am

Oliver entrou no carro, com sacolas nas mãos e uma expressão abobalhada no rosto. Ele estava especialmente satisfeito com o desenrolar das coisas com Granger. Bastava esperar que tudo continuasse assim. Ficou um pouco consternado, é claro, com a notícia sobre a pobre garota. Quando ouviu a notícia de Faust, não respondeu de imediato, mas meneou a cabeça. Quando eles estavam na porta de Ezio, não tendo ninguém por perto, ele disse:

- "A mente é um assunto complicado. A mente da maioria dos despertos é tão vulnerável quanto a dos adormecidos, mas eles, coitados, são os que piram quando não conseguem conciliar o sobrenatural. Eu queria poder fazer algo sobre isso, mas acho que não dá".
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 124
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Ezio Stracci em Sex Jul 14, 2017 3:35 pm

Ezio estava tentando mexer no caderno que encontrou, mas por algum motivo não o conseguia abrir. Mais rápido do que esperava recebeu a mensagem de Dr.West avisando que havia chegado, o que era ótimo, visto que seria uma tragédia deixar a comida esfriar. Retirou o avental e foi recebê-los.

Na portão cumprimentou os seus visitantes com menos formalidade que o de costume e os guiou até o apartamento:
- Sejam bem vindos meus caros amigos! Sei que esse é um lar humilde! Mas cumpre seu papel. Por favor fiquem a vontade.

Deixando seus visitantes livres para conhecer o apartamento, ele os guia por lá. O apartamento era na verdade um loft, um só cômodo grande servia para a sala e a cozinha. Na sala havia um sofá cinza e uma mesinha preta a frente, uma estante branca com uma parte para livros, uma TV e um PlayStation 2. A cozinha era comum, armário branco, geladeira também. A pia era um pouco grande pois já contava com o espaço para a preparação de comidas e objetos como liquidificador, microondas e entre outras coisas de cozinha, a janela ficava a cozinha para maior aproveitamento da luz do sol. Dois quartos, o de Ezio com uma cama de casal, um guarda roupas de seis portas com espelho e a suit, o outro quarto estava arrumado, mas claramente vazio. Com uma cama de solteiro e um guarda roupas de quatro portas. Além da suíte havia outro banheiro no corredor entre os quartos. A mesa de jantar ficava entre a sala e a cozinha. Ezio mostrou as coisas da casa se esforçando para dar a melhor hospitalidade possível. Até mesmo um sujeito como Faust tem que se bem ao visitar sua casa.
- Então meus caros! Eu encontrei algo no mínimo interessante!

Apresenta o caderno a eles que estava na mesinha frente ao sofá para que possam analisar.
- Aliás! Além de não se abrir ele estava em meio aos destroços do incêndio e se manteve intacto. Mas também temos um ótimo almoço e um bom vinho! Então conversemos enquanto comemos! Andiamo!
avatar
Ezio Stracci

Mensagens : 67
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Sab Jul 15, 2017 6:58 pm

O eterita limitou-se a acenar com a cabeça sobre as colocações de Oliver, demonstrando, com um crispar do lábio, algum desgosto - se o desgosto era com a situação num geral, com a inabilidade de Oliver de consertar a mente de Hannah, ou se Faust estava tentando tirar alguma coisa presa nos dentes com a língua... era impossível saber. 

"Me parece que o Profeta colocou nela alguma espécie de fixação, compulsão... para buscar retornar á família a todo custo, e com urgência." - explicou. "Não creio que possa, no momento presente, te dar acesso a ela. Mas imagino que você possa me informar alguns traços de comportamento que eu possa procurar, afim de ter certeza que se trata de uma compulsão magika, e não meramente insanidade?" - perguntou, enquanto esperavam o italiano descer.

Quando deparou-se com Ezzio, Dr. West esticou a mão e comprimentou-o com educação e uma leve mesura da cabeça. "Obrigado pelo convite" , lembrou-se de acrescentar, e murmurou um "com licença" enquanto entrava no apartamento. 

Deixou o casaco no porta-casacos, junto com sua bengala, mas levou a maleta consigo. Durante o pequeno tour, ficou em silêncio, limitando-se a observar. Era interessante que até onde ele sabia, Ezzio estava na cidade há pouco tempo, mas já havia organizado um bom apartamento (que, sem dúvida nenhuma, não caberia no salário de um detetive da polícia). Logicamente, havia conseguido aquilo por intermédio dos Stracci - que pelo visto estavam bem mais estabelecidos na cidade do que Faust havia suposto. Interessante.   "Bela casa." - decretou, conforme manda a etiqueta, quando o tour havia terminado. 


Seguiu-os em direção ao sofá quando Ezzio disse que havia encontrado algo interessante e, ao ouvir sua explicação, engoliu em seco, brevemente. "Incêndio..?" - perguntou. Quando ouviu a resposta, conectando-o ao Orfanato, Dr. West olhou de imediato para Oliver, e depois para o diário. 

Ignorou por completo qualquer sugestão sobre saírem dali e comerem. Pareceu nem ter ouvido. "Por favor, nos conte mais sobre o que sabe sobre o caderno, Sr. Stracci." - ele disse, pegando o caderno na mão. "Este objeto está precisamente no centro de uma série de questões que o senhor mal pode começar a conceber." - acrescentou, talvez como uma quase-justificativa por seu comportamento. 

Do bolso, Faust tirou seus óculos - tinha lentes circulares, um dos olhos parecia um monóculo, ajustável, e o outro possuía várias lentes coloridas que se sobrepunham - do bolso do casaco, e encaixou-os sobre os que já vestia.

Rolagem de arete. Efeito de percepção, prime 1 + matter 1.


Última edição por Dr. Faust West em Sab Jul 15, 2017 7:07 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Sab Jul 15, 2017 7:06 pm

Ah é meu arete é 2
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Sab Jul 15, 2017 7:06 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 9, 10

_________________
"Eu sou aquele que arrancou suas próprias vendas, e viu o Universo pelo que ele é. As forças da natureza curvam-se ao meu comando, e o Infinito e a Eternidade obedecem à minha Vontade. Venha comigo, e partilhe das maravilhas que vi, neste e em inúmeráveis mundos.

Me dê sua mão, abra seus olhos, e Desperte..."
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 204
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Sab Jul 15, 2017 7:10 pm

Diante da pergunta de Faust, Oliver ficou pensativo:

- "Acho que isso é possível. Talvez dê para diferenciar entre uma mente genuinamente perturbada ou uma afetada por um efeito magiko. Pobre garota, eu vou tentar, sim, com certeza".

   Chegando à casa de Ezio, Oliver o cumprimentou animadamente, enquanto dava uma olhada em tudo em volta:

- "Ei, bela casa, heim! Com uma sala desse tamanho, daria para treinar sem quebrar nada, haha. Obrigado pelo convite".

   Quando o assunto chegou ao caderno e à questão do incêndio, Oliver ficou um pouco mais sério. Ele respondeu ao olhar de Faust assentindo com a cabeça, com uma expressão resoluta:

- "Precisamos abrir essa coisa a todo custo. Pode ser que muitas coisas sejam respondidas se a gente conseguir".
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 124
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Ezio Stracci em Dom Jul 16, 2017 3:26 pm

O Stracci ficou feliz com os comentários a casa e os agradeceu. Agora estava de pé após as apresentação da casa e na verdade esperando que os magos fossem almoçar, mas viu Dr.West examinando o caderno e ouvindo o comentário de Oliver começou a se arrepender de ter falado do diário antes do almoço. Respondendo:

- Eu só tive que bater um papo com o cara da perícia, que aparentemente sabe desse caderno, mas por algum motivo não estava muito afim de falar, enviar a nossa amiga O'Sullivan para uma missão com o psicólogo. Despistar o guarda dos arquivos e então trouxe pra cá, coisa boba. Felizmente deu tempo de fazer o almoço.

Ezio notando o interesse no diário que claramente era algo importante resolveu dar uma ajuda.

- Só um momento por favor.

Se refira ao seu quarto e de dentro de uma gaveta no guarda roupas ele pega uma lupa com aparência de velha, meio marrom. Volta para a sala soprando a lente e limpando na camisa. Ergue a mão pedindo o caderno:

- Se me permite dar uma olhada.

Com o caderno em mãos ele se senta, apoia o caderno no colo e a lupa sobre ele, posiciona as mãos para orar fecha os olhos e ora:

- Domine Deus! Ut tibi potest. Ut nobis revelare secreta in custodiebantur.

Então começa a examinar o caderno com a lupa.
avatar
Ezio Stracci

Mensagens : 67
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ezio rola:

Mensagem por Ezio Stracci em Dom Jul 16, 2017 3:28 pm

Testando efeito de:
Entropia 1


Última edição por Ezio Stracci em Dom Jul 16, 2017 6:50 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Ezio Stracci

Mensagens : 67
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ezio rola:

Mensagem por The Oracle em Dom Jul 16, 2017 3:28 pm

O membro 'Ezio Stracci' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


#1 'D10' : 4

--------------------------------

#2 'D10' : 4
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 204
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Ezio Stracci em Dom Jul 16, 2017 7:10 pm

Ezio retorna da revelação divina e passa a mensagem aos outros:

- Eis que há um mistério que envolve este objeto e apenas aquele que é digno o abrirá!

Colocando o caderno e a lupa a mesinha e esfregando os olhos ele diz:

- Como creio que nenhum de nós seja digno, ou ao menos não sabemos solucionar o mistério, vamos comer para pensarmos melhor

Se levanta e indica a mesa esperando que os outros o acompanhem.


Última edição por Ezio Stracci em Dom Jul 16, 2017 11:32 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Ezio Stracci

Mensagens : 67
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Dom Jul 16, 2017 8:54 pm

O médico passou os olhos pelo objeto, mexendo as lentes do óculos, girando levemente os marcadores do olho que parecia uma luneta - fazia um som muito parecido com o segredo de um cofre rodando, até, em alguns segundos, ter encontrado a posição adequada. 

Os materiais eram comuns, mas o padrão estava completamente permeado por uma resistência magika extra - coisa que Faust poderia ter adivinhado só do objeto ter sido encontrado inteiro. Até aí, nada tão interessante - o interessante vinha depois, na forma como a ressonância do objeto tinha toda a marca dos toques do Profeta. 

Mas o doutor não soltou o objeto - ele o segurava nas mãos, deslizava a ponta dos dedos pela lombada e depois olhava para os próprios dedos - havia resquícios materiais de alguma outra substância? Cabelos que o fossem? Alguma coisa além do que estava vendo ali, de imediato? "Sabe se ele já foi processado pela perícia?" - quis saber de Ezzio, quando este voltou do quarto, com a lupa nas mãos. 

Assentiu sobre deixá-lo olhar o caderno e, enquanto o Euthanatoi fazia seu exame, Dr. West virou-se para Oliver: "Você se lembra de ter visto Samuel fazer algum efeito sobre o caderno, na sua visão? Não me disse nada sobre isso." - o tom não era acusatório, apenas inspecional: se o efeito não foi realizado naquele instante, era algo já preparado e embutido no objeto, um encantamento de proteção que havia sido ativado por algum gatilho externo, provavelmente, a iminência da sua destruição. 

Voltou os olhos para Ezzio enquanto o italiano terminava de falar, e recolheu o caderno da mesa assim que ele havia sido colocado lá. "Uma coisa por vez, Sr. Stracci, por favor." - pediu. "Pode expandir sobre o que lhe foi... revelado?" - e, como se para especificar, acrescentou: "Que espécie de mistério? É digno quem soluciona o mistério, ou o critério é outro? Estamos frente a uma versão escrita de Excalibur, ou seja, a pessoa que pode abrir isto é pre-determinada, ou estamos frente a algo que podemos vir a nos tornar dignos de abrir? "

Faust não fazia idéia de como alguém podia pensar em comer, naquele momento. Continuava sentado no sofá, sua figura longa e esguia dobrada sobre o objeto, os longos dedos - que lembravam, as vezes, galhos de uma árvore muito antiga, morta há decadas - enroscavam-se na capa como os galhos fariam à capa de algum viajante apressado.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Dom Jul 16, 2017 10:36 pm

Oliver observou os as tentativas dos colegas de cabala, mas não fez menção a abrir o caderno. Ficou encostado em uma parede enquanto observava os dois. Só falou quando Faust falou:

- "Não, ele não protegeu essa coisa durante a minha visão. Provavelmente é um efeito duradouro".

   Depois de falar com absoluta certeza, Oliver parou para pensar se não estava errado, só para confirmar. Mas decidiu que não estava, então sem problemas. Ele ergueu uma sobrancelha sobre a coisa de "ser digno", mas ficou satisfeito com a deixa de Ezio para almoçar:

- "Boa ideia, Ezio, eu me sinto muito mais digno de estômago cheio. Quem sabe depois do almoço as ideias não clareiam?", disse Oliver animado, sentando-se à mesa e tomando um gole do vinho que Ezio ofereceu. "Haha, acho que nunca tomei vinho feito de uvas antes, é muito bom. Mestre Toru, A Rocha, fazia um vinho de ameixa no nosso ninho de dragão, mas era bem diferente disso aqui".
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 124
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Ezio Stracci em Dom Jul 16, 2017 11:59 pm


- A mim, nada mais foi revelado meu caro. Se existe uma pessoa digna ou se poderemos nos tornar dignos.

Foi até a mesa e entregou uma taça a cada um. Ficou empolgado com o comentário de Oliver:

- Fico feliz que tenha gostado do vinho Sr.Gray! Um dia gostaria de provar do seu vinho de ameixa!

Esperando alguma reação para que fossem almoçar o Stracci torna a indicar a mesa convidando-os a almoçar e fitando Faust, porém com um sorriso:

- Então meus caros! Não percamos mais tempo! O almoço vai esfriar!
avatar
Ezio Stracci

Mensagens : 67
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Jul 19, 2017 12:05 am

Meneou a cabeça, concordando. Oliver tinha razão - provavelmente era algum efeito a longo prazo, que garantia a proteção do objeto... Afinal de contas, as funcionárias do orfanato estavam olhando-o escondidas do Profeta. Sem dúvida era um objeto importante para elas. 

Ouvindo a resposta de Ezzio, Dr. West entre-abriu os lábios finos, quase arroxeados, de seu rosto pálido. "Mas..." - as palavras tomaram forma, antes mesmo que ele pudesse racionalizá-las. Para uma mente lógica como a de Faust, "digno" era um termo subjetivo demais - não queria dizer absolutamente nada. Alguém sempre era digno de alguma coisa, fosse esta boa ou ruim, por alguma qualidade intrinseca e/ou adquirida. Dizer simplesmente "digno" não queria dizer muita coisa. 

Talvez, uma questão de percepção? O efeito magiko empregado pelo Euthanatos lhe havia traduzido como "digno" as qualidades necessárias para abrir o caderno e, portanto, ele precisaria agora descobrir o que era "digno" para Ezzio? Não... Não achava que fosse isso. Talvez digno do caderno? Se fosse isto, poderia pensar algo como um complexo de messias - algo que não era muito longe da imagem que o Samuel passava. 

Seus colegas de cabala estavam animados, mas Faust... ele estava consternado. Mas levantou-se para almoçar. "Se importa se eu guardar isso para analisar em meu laboratório?" - quis saber, indicando o caderno. Se a resposta fosse positiva, guardaria-o no bolso. Fosse negativa, deixaria-o sobre a mesinha de centro, sem discutir, antes de aproximar-se da mesa e sentar-se no lugar que lhe era indicado. 

"A comida parece deliciosa." - disse, de forma automática, robótica e artificial, antes mesmo de ver a comida - era só educação vazia, mesmo... Mas, quando os cheiro do alimento chegou a ele, sua barriga roncou audivelmente, como alguma fera medonha das profundezas. Nem mesmo se lembrava quando havia sido a última vez que tinha comido alguma coisa. 

Logo disfarçou, suprimindo sua fome com perguntas, enquanto esperava que Ezzio, como italiano dono da casa e nitidamente católico, fizesse alguma prece e lhes desse comida. "O que exatamente fez ali, Sr. Stracci? Para analisar o caderno?" - quis saber. Afinal de contas, ele havia visto algo que ele próprio não havia visto - então, havia utilizado-se de outros conhecimentos mágikos. 

A natureza de seu efeito provavelmente daria pistas sobre a natureza do que era "digno" para aquele caderno.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Ezio Stracci em Sex Jul 21, 2017 2:15 pm

Ezio esperava pelos outros para que pudessem começar a comer e respondeu ao Faust quando perguntou sobre levar o caderno:

- Oras, se acha que tem mais condições de descobrir ou abrir o caderno, fique a vontade. Contudo, a detetive está no caso comigo, pode ser que mais cedo ou mais tarde ela desconfie de eu ter encontrado algo, ou o Jack. 


Agora com todos a mesa ele espera para que todos se sirvam como quiserem, dizendo:

- Quando estivermos prontos, vamos orar e então podemos comer

Após todos se servirem ele começa a oração:

- Senhor nosso Deus! Queremos lhe agradecer pelo alimento que temos. Abençoe a vida de todos aqueles que colaboraram para que este alimento chegasse a nós. Abençoes a vida de todos nós aqui e de nossas famílias em nome de Jesus. Amém.

Sentados e preparados para comer Ezio diz:

- Vocês falaram sobre uma visão, provavelmente envolvendo o antigo dono do caderno. Se puderem me dizer tudo o que sabem sobre ele, eu poderei ajudar nas investigações. 

Voltando para o West ele responde:

- E Dr. Eu creio não ter feito algo de estupendo, aquela é uma lupa antiga na família, nos permite enxergar detalhes que os olhos comuns não enxergariam, e então o Senhor me revelou tudo o que eu poderia descobrir, infelizmente, não é muita coisa. Conseguiu ver algo?
avatar
Ezio Stracci

Mensagens : 67
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Sab Jul 22, 2017 7:52 pm

Oliver foi pego de surpresa pela oração de Ezio, pois estava com a boca cheia há tempos quando ele começou. No templo, havia uma hora certa para as orações e essa hora não era a hora de comer. Não pareceu envergonhado contudo.
Sobre a visão que Ezio comentou, ele esclareceu:

- "Eu visitei o passado do orfanato, mais precisamente o momento durante o ataque. Esse caderno pode ter sido do Samuel, o Corista que era dono do lugar. Falando em visões, Você é da polícia, certo? Tem um cara que está com um relógio que pertenceu a ele e isso está me incomodando demais. Será que dá para fazer algo a respeito?".

   Depois de falar, Oliver voltou imediatamente a comer. Parecia bem satisfeito por estar fazendo isso.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 124
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Seg Jul 24, 2017 4:28 pm

Diante da resposta de Ezio quanto ao caderno, Faust apenas acenou afirmativamente com a cabeça: "Tentarei devolvê-lo o mais rápido possível.", afirmou o eterita. O quão rápido era aquilo, ele já não poderia dizer. 

Na mesa, serviu-se de uma porção razoável de comida - nada muito exagerado. Na verdade, considerando a altura do médico, aquilo provavelmente era menos do que o suficiente e, somado ao ronco de seu estômago, alguém interessado naquelas conexões poderia facilmente entender por que ele era tão, tão magro. 

Aguardou silenciosamente durante a oração, murmurando um "amém" formal quando a oração terminou, e então começando a comer enquanto aguardava as respostas para sua pergunta. Meneou a cabeça afirmativamente quanto a resposta de Ezzio sobre a lupa - não estava muito contente de saber que o Euthanatoi não era um estudioso da magia per se, logo, dificilmente teria dele o conhecimento exato que pretendia.. Mas talvez pudesse inferir aquilo com uma breve pesquisa sobre as esferas magikas de afinidade da tradição.

"Sim." - disse. "Sem dúvida pertenceu a Samuel, já me familiarizei com os vestígios de sua magika, e ela está por todo o livro." - afirmou, fazendo um gesto brevemente para Oliver, visto que sua fala se conectava com a dele. 

Quanto ao homem do relógio, ele não se manifestou, mas achou uma boa idéia. "Esta tarde vou me encontrar com a garota salva por Samuel. A noite, não se esqueçam que temos um jantar com Ralph e Janette, os únicos tradicionalistas da cidade que já estavam aqui antes do atentado - logo, são os únicos que conheceram o homem." - comentou. "Precisamos reconstruir sua personalidade se queremos entender suas ações."
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Ezio Stracci Ontem à(s) 4:57 pm

Com todos a mesa comendo e as conversas acontecendo entre uma garfada e um gole, notando que West havia se servido pouco diz:

- Fique a vontade para se servir doutor! Fico feliz que estejamos aqui e espero que nossa união gere bons frutos. 

Claro que tudo fica melhor com comida, inclusive o clima tenso que Faust sempre provoca. Agora porém se atentava a conversa de Oliver e pensava:

- Talvez eu possa orar para que Deus me mostre o que aconteceu naquele lugar em que o cara foi morto. 

Então responde a Oliver

- Muito perspicaz da sua parte consultar o passado Sr. Gray.

Como sempre entre garrafas e goles, algumas vezes limpando a boca ele continua:

- Pois bem! Ao que tudo indica não sabemos muito sobre esse Samuel. Ele não tinha uma vida? Algo de disfarce? Ele simplesmente desaparece e ninguém sabe algo a respeito? Eu vou tentar investigar sobre o rapaz, talvez tenha alguma coisa no registro de funcionários, ou algo parecido.

Um gole e continua:

- E sobre esse relógio. Quem está com ele? Onde posso encontrá-lo? Como o rapaz conseguiu o relógio? Eu não posso simplesmente aparecer lá, mostrar meu distintivo e falar "Eu gostei desse relógio agora ele é meu" e um mandado falso é crime, mas isso também se resolve. Só preciso saber do cara mesmo.

Continuando:

- Eu pretendia jantar com a O'Sullivan hoje, mas ela disse algo que eu não gostei. Ela disse não. Porém ela estava junto comigo quando o Jack me indicou onde procurar, então ela sabe que há algo e em algum momento ela vai querer saber. Mas claro! Vamos jantar com essa galera cabulosa. Hoje eu estou de folga à tarde, então eu posso tirar o dia para investigar algo por mim mesmo, pode ser sobre o relógio, o orfanato...

Com um sorriso brincando completa:

- ou a detetive.
avatar
Ezio Stracci

Mensagens : 67
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray Ontem à(s) 7:22 pm

Sobre as questões que Ezio levantou, Oliver respondeu, embora não tenha respondido à congratulação em si:

- O relógio está com um lavador de pratos de um restaurante chinês que fica a duas quadras do orfanato. Quando Samuel morreu, no beco que fica atrás do restaurante, o cara viu o relógio dele, que parecia ser de valor, e o pegou no chão. O caso é que esse relógio também pode ter alguma propriedade magika. É claro que pode ser um foco igual a todos esses que nós carregamos, mas eu tenho a sensação de que não é esse o caso. Eu sei por experiência própria que não dá para chegar lá de qualquer maneira e reaver a coisa, acredite, mas eu esperava que você tivesse alguma ideia melhor de como fazer isso. Infelizmente, isso é tudo que eu sei sobre o cara.

   O tom conclusivo de Oliver fazia parecer que ele estava prestes a iniciar uma ação decisiva, como se levantar e sair com toda a dignidade pela porta, mas o que ele fez foi se servir de mais macarrão e vinho, comentando um "cara, isso aqui está muito bom!" e fazendo um gesto um pouco amplo e descuidado demais com uma das mãos, que quase quebrou um copo. Aquilo não era exatamente típico de Oliver. Faust, inclusive, já viu ele dizer várias coisas de formas descuidadas, mas provavelmente notou que seus movimentos costumam ser precisos como os de um relógio suíço.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 124
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West Ontem à(s) 9:38 pm

"Este é precisamente o ponto" , ele respondeu Dr. West, quando Ezzio se pronunciou a respeito de Samuel e os mistérios que o cercavam. "Ele foi assassinado, e aparentemente seu círculo social se limitava ao Orfanato e os magos da cidade. Considerando que foram quase todos neutralizados durante a Noite do Desespero, não estamos falando de muitas pessoas - sendo precisamente aqui onde entram Ralph e Janette." - expôs. Seu tom de voz, e até mesmo as palavras que escolhia - neutralizados ao invés de mortos, por exemplo - demonstrava um distanciamento afetivo abismal daquela situação toda que talvez pudesse incomodar os colegas.

Ouvindo a conversa dos dois, o eterista perguntava-se o que havia distanciado Ezzio do Coro Celestial - ele nitidamente tratava-se de um devoto, e suas práticas mágikas pareciam girar todas ao redor de orações... Mas arquivou aquela pergunta. Não era como se ele mesmo tivesse uma compreensão muito aprofundada do que as tradições faziam ou deixavam de fazer. 

Meneou a cabeça depois de um gole de vinho. " Eu sugeriria o relógio. Não seria surpresa que o jovem já o tenha vendido para alguma loja de penhores, e realmente seria interessante poder analisá-lo." - disse. 

Fez uma breve pausa, enquanto pensava a melhor forma de fazer uma sugestão sem que Ezzio considerasse que estava se metendo onde não era chamado. Lembrou-se do que havia lido uma vez: humildade em excesso sempre ajudava a não soar ofensivo. "Preciso admitir que não faço a menor idéia de como se conduz uma investigação oficial, Sr. Stracci, mas se puder dar uma sugestão leiga..." - começou. "O relógio, efetivamente, seria parte da investigação oficial ligada ao sangue e outras evidências recuperadas do peco na Noite do Desespero. Você pode perseguir o objeto sem mentir: é uma evidência perdida que precisa ser recuperada e qualquer um que não colabore com a ação está em claro ato de obstrução." - e sorriu sutilmente, mostrando seus dentes brancos, antes de olhar para Oliver de novo.

Não comentou nada sobre seu comportamento, apesar de desejar fazê-lo.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 138
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Ezio Stracci Hoje à(s) 12:49 am

Certamente esse relógio é um ponto interessante, o que ficou claro para Ezio. Já a aparentemente tontura de Oliver não tanto.

- Creio que não será tão difícil conseguir um relógio velho. Porém será mais fácil se não estiver em alguma loja de penhores.

Estranhamente naquele momento Dr.West parecia não ser desprezível, claro que ainda estava longe de ser agradável, mas ele estava se esforçando e isso já era admirável vindo dele. De fato Ezio ficou congelado por uns instantes tamanho susto pela atitude de Faust, Então voltou a si tomando um gole. E dizendo empolgado:

- Que ótimo ter gostado Sr.Gray! Fique a vontade, mas se não estiver acostumado ao vinho devo avisar que é traiçoeiro. Parece fraco, mas faz um efeito e tanto!

Voltando-se para o Dr:

- Essa é uma informação muito relevante! Excelente Dr.West!

Continua comendo:

- Hey! Vamos fazer algo grande!

Diz com bastante entusiasmo

- Não é?

Ainda mantém o entusiasmo, mas quer ver como os companheiros pensavam sobre o que estavam fazendo.
avatar
Ezio Stracci

Mensagens : 67
Data de inscrição : 03/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum