Um novo amanhecer

Página 2 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Ter Maio 02, 2017 10:29 am

Oliver considerou o que Faust falou sobre si mesmo e resolveu não comentar mais nada. Quer dizer, o cara estava assumindo que já estávamos dando mais certo como cabala do que estávamos ontem, e isso já era um baita progresso. Emma, ele pensou, realmente não parecia do tipo cooperativo. Para ser sincero, nem do tipo útil. Você pode ser muito capaz e muito intragável, mas era difícil lidar com o contrário, sobre a interação com a garçonete e os comentários de Faust, Oliver respondeu:

- "Eu não sou o melhor juiz de caráter do mundo, mas acho que ela não mentiu só porque não teve motivo para isso. Por sinal, como você disse, faz muito mais sentido ela ser uma estudante precisando de dinheiro do que uma ameaça real e, mesmo que ela fosse uma ameaça, eu não tenho meios de saber disso antecipadamente. Não vale a pena se preocupar com coisas que não dá para mudar. Vamos torcer para eu não estar enganado. Sobre vir aqui mais vezes, a comida do lugar é surpreendentemente boa! Foi uma surpresa e tanto. Ah, antes que eu me esqueça, você está convidado para uma noite de salsa na quarta-feira com os outros magos da cidade. Don't shoot the messenger.

  Depois de um tempo em silêncio, Oliver resolveu perguntar:

- "Você não acha que eu sou de confiança, acha?

  Nesse momento, entrou a pessoa que eles estavam procurando. Oliver se retesou na cadeira e falou baixo com Faust:

- "O cara chegou. Tenho certeza de que é ele. Como você quer fazer isso?
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Ter Maio 02, 2017 12:24 pm

A HollowNet mostrava-se útil, como sempre.

Não era o mesmo tipo de “útil” que um livro específico, ou um conhecido que sabe muito sobre algo. Tampouco era “útil” no sentido de dar informações concretas sobre qualquer tipo de coisa. Era mais um “útil” no sentido de acelerar o processo – em vinte e quatro horas, aquele tópico teria a mesma variedade de informações, das insanas até as provavéis, passando pelas razoáveis, que ele levantaria em mais tempo, com mais esforço, e tendo que ler coisas bem estúpidas no processo. A HollowNet cuspia informações da mesma forma que um cadáver podre cuspia liquidos e, tal qual o cadáver, bastava apenas que ele soubesse discernir quais fluídos eram úteis e quais não.

Ele guardou o celular quando as bananas chegaram, e voltou os olhos para Oliver. Comeu com calma, e não achou que o convite para o bar de salsa exigia uma resposta – era o tipo de coisa tão descabida que ele quase não compreendeu como o Paradoxo não havia explodido o Akasha apenas pela sugestão.

Depois de comer a banana, West moveu a cadeira para trás e apoiou sua maleta de couro sobre as pernas. Destravou os dois lados, abriu-a e com calma retirou de seu interior um walkman amarelo da Sony, que colocou sobre a mesa. Era um modelo velho, parecia mais um item de colecionador do que qualquer coisa. O médico fechou a maleta e colocou-a de volta no chão, começando a mexer no aparelho enquanto falava com Oliver.



Não era seu meio preferido de analisar frequências ambientes – os óculos eram mais práticos. Mas aquilo ali lhe era mais familiar do que o que ele havia feito com os Google Glass de Dr. Max, e também lhe forneceria algumas informações mais detalhadas: Oliver mesmo pode ver que após ser ligado, a parte do aparelho em que lia “auto-reverse” na frente apagou, e pequenas linhas se manifestaram enquanto West mexia no tuning, adequando-o a frequência do fluxo de quintessência local.

Quando veio a pergunta, o médico não pareceu se surpreender. “Não acho que seja suspeito, também.” – afirmou. Eles se conheciam a nem mesmo dois dias, ainda. Confiança era uma palavra muito, muito, muito forte. Na verdade, mesmo Faust achando Oliver meio lento da cabeça, provavelmente se decepcionaria se imaginasse que o garoto depositava nele alguma espécie de confiança pessoal.

Então Oliver se retesou na cadeira. Faust sequer olhou para o jovem que entrava. "Violência parece adequado. Ele precisa estar assustado o suficiente para ceder ao fight or flight. Se eu disser para parar, por favor, pare."

Era simples: se o jovem houvesse sido desperto pelo Profeta - conforme suspeitava Faust, apesar da alta improbabilidade da situação, medo o suficiente o faria tomar alguma ação, mesmo que inconsciente, que alteraria o fluxo da quintessência ambiente. Se não houvesse sido desperto, medo o suficiente poderia fazê-lo cuspir informações que ele mesmo achava relevantes. E se nada funcionasse, medo o suficiente faria com que ao ter o aparente destino perverso revertido pela figura de Faust, ele se sentisse mais confortável em sua presença. 

Era praticamente um good cop bad coop.... with a twist.

Sistema: Rolagem de arete para efeito de primórdio nv1 coincidente.


Última edição por Dr. Faust West em Ter Maio 02, 2017 12:27 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Ter Maio 02, 2017 12:24 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 10, 3
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Ter Maio 02, 2017 12:48 pm

Arete dif4
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Ter Maio 02, 2017 12:48 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 5, 9
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Ter Maio 02, 2017 1:37 pm

Oliver, que estava meio tenso pela possibilidade de agir na frente de muitas testemunhas, olhou para Faust com uma expressão um pouco confusa, quase como se ele tivesse falado em outro idioma:

- "Espera, você quer eu vá lá e bata no cara? Em um coitado que... Esquece. Mais tarde eu tento explicar melhor os mil motivos pelos quais essa foi a ideia mais besta que eu ouvi hoje. Vou levar o cara para o beco e a gente conversa com ele lá, certo? Vejo você daqui a pouco.

  Assim, Oliver se levantou, deu um tapinha encorajador no ombro de Faust no caminho e seguiu em direção a Joe. O jovem Akasha estava estarrecido. Será que ele passava ao mundo a ideia de que ele era do tipo que atacaria qualquer pobre coitado que encontrasse pela frente? Os Akasha são guerreiros, sim, mas não covardes ou espancadores compulsivos. Ele não era, pelo menos.

  Em vez de impedir que Joe seguisse seu caminho, Oliver foi para a cozinha atrás dele, pois precisava de um pouco mais de tempo. Enquanto o seguia, o Akasha tocou discretamente sua pulseira de contas de madeira e recitou rapidamente um mantra de expansão mental, do tipo que os monges recitam quando querem enviar as energias das suas preces para o mundo.

  Quando estava prestes a atravessar a porta que levava até a cozinha do restaurante, Oliver foi abordado pela mesma senhora que os recebeu, que lhe informou que ali ficava a cozinha, não o banheiro. O jovem, por sua vez, respondeu:

- "Ah, obrigado por avisar, mas é que eu estava esperando para falar com o Joe, mas ele entrou muito rápido e eu acabei perdendo a chance. Seria muito inconveniente se a senhora me deixasse trocar uma palavrinha rápida com ele? Prometo que não vou atrapalhar demais.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Ter Maio 02, 2017 6:23 pm

Rolando o mesmo teste de antes
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Ter Maio 02, 2017 6:23 pm

O membro 'Oliver Gray' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 10, 4, 9, 1
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 11:54 am

A mulher chinesa de 1,48m ergueu levemente uma sobrancelha ao ouvir o Akasha, mas não deu muita reflexão ao pedido. Simplesmente olhou por sobre o ombro, e gritou. Aquela mulher gritava como um Lorde do Mekai! Sua voz comandava obediência e um temor respeitoso. Oliver sentiu que, se ela virasse para ele e lhe comandasse a ajoelhar perante ela, seus joelhos dobrariam antes do cérebro poder esboçar um pensamento de protesto.

- "JOOOOEEE! Tem um moço aqui quelendo falar com você, né?!"

As portas duplas de vai-e-vém da cozinha mal haviam terminado de fechar, quando Joe apareceu de volta, com uma cara alarmada. Ele deve ter dado meia volta nos calcanhares tão rápido, que quase foi possível imaginar as solas dos tênis gemendo no chão, como os pneus de um carro que freia bruscamente. Apareceu dizendo "Pois não, Madame Ien!", e em seguida, olhou para o Akasha, com uma cara que misturava uma expressão de curiosidade, com uma de poucos amigos.

madame ien:
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qua Maio 03, 2017 12:46 pm

Oliver tentou manter a compostura e não atravessar o teto do restaurante após o susto que levou com o grito da senhora. Desnecessário dizer que seu pequeno ritual foi rompido com "R" maiúsculo, então era hora de improvisar. Ele cumprimentou Joe, olhou em seus olhos, tocou sua pulseira de madeira e disse:

- "Boa tarde, companheiro, desculpe o mau jeito, mas eu e o meu colega queríamos um minuto da sua atenção. Talvez você possa nos ajudar e nós certamente podemos recompensá-lo pela sua ajuda. Pode ser?"
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qua Maio 03, 2017 12:48 pm

Rolando um efeito de mente 2 para inspirar confiança.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 12:48 pm

O membro 'Oliver Gray' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 3, 8
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 12:53 pm

Joe olhou para Oliver, a expressão carregada se desanuviando um pouco. Olhou para Madame Ien, de volta para Oliver, e para a Madame, e de volta para Oliver, e disse:

- "Tá, cara, mas fala rápido aí. Meu turno começa agora, e tá cheio de louça na pia."
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qua Maio 03, 2017 1:01 pm

Fazer magia sem o preparo adequado era difícil. Oliver, particularmente, ainda se sentia um pouco inseguro quando tentava, mas parece que deu para o gasto. Suspirando aliviado, ele acenou positivamente com a cabeça para Faust e guiou-o Joe até a porta:

- "Dia puxado, não é? Mas se a coisa não valer a pena, eu esvazio a pia para você. Ele vai explicar do que se trata", disse Oliver e olhou para Faust. "Ei, Joe vai falar com a gente. Não seja mesquinho na hora de abrir a carteira e ajudar o cara por nos ajudar, hein!".
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Maio 03, 2017 1:47 pm

"Não, você..." - começou a dizer Faust. Não era exatamente se levantar, se aproximar e bater no indivíduo, mas, realmente, violência - mesmo que verbal, mesmo que psicológica - era necessária para que o efeito que ele havia realizado se provasse útil. 

Entretanto, Dr. West não era muito atrapalhado naquele tipo de situação por frustrações ou orgulho - eram emoções inúteis, que não resolviam muita coisa. O Akasha não havia compreendido seu plano, eles não tinham tempo de discutir a forma correta de abordar a situação, e ele próprio imaginava que talvez devesse ter estabelecido o plano de ação anteriormente e o explicado de forma condizente e detalhada. 

Era um dos erros esperados quando não se tinha o costume de trabalhar em equipe, ele imaginou, mas continuou exatamente no mesmo lugar, sem concluir a frase anterior, esperando que Oliver fizesse o que havia dito e pensando como, dentro do novo plano, ele poderia obter a confirmação da qual precisava. 

O grito da mulher chinesa fez um chiado desagradável passar por seus fones, mas o médico manteve-os no ouvido, ainda sentado de costas para a situação, só ouvindo, impávido. Havia tido uma idéia. A partir daquele momento, tudo era parte de uma única ação, de um único gesto, de um todo que precisava ser construído. Guardou o walkman no bolso, passando o fio por dentro da camisa. 

Quando ouviu Oliver chamando por si, Faust ainda passou uns dois segundos sentado, antes de se levantar devagar, ainda de costas. Calmamente retirou a carteira do bolso e, as vistas de todos, jogou uma nota de cem sobre os pratos sujos. Guardou-a, pegou a própria maleta com a mão esquerda e a bengala de caveira com a direita, caminhando a passos calmos em direção a Joe, os olhos fixos nos do rapaz. 

Dr. West ficou em silêncio por um instante, os fones ainda nos ouvidos, parado em frente ao rapaz. Observava-o com alguma curiosidade fria, um interesse distanciado. Como se estivesse tentando compreender, ele próprio, por que estava ali. 

"Boa tarde." - disse, mas não pausou. Seguiu reto, falando. "Sabemos que o senhor tem passado por um momento atípicp após as cenas que presenciou. Temos amigos particularmente interessados em ajudar pessoas na sua posição, mas, para isto, o Senhor precisa nos acompanhar até o lado de fora do estabelecimento." - pequena pausa, e ele prosseguiu. 

"Nós não desejamos causar uma comoção, mas em decorrência do Ato Patriota de Outubro de 2001 e da natureza dos eventos testemunhados pelo senhor, nós estamos autorizados a usar força, se necessário. Por favor coopere e permita-nos lhe ajudar."

E, como sabia ser natural aos funcionários dotados de autoridade, não esperou por uma resposta. Geralmente pessoas na posição em que ele fingia estar não concebiam a possibilidade do ouvinte não cooperar.

Deu então um passo para o lado, e indicou a porta para Joe com a mão que segurava a bengala. Fez um gesto com a cabeça para Oliver ir na frente. 


Sistema: Manip + Subterfuge. Não sei se seria necessário rolar intimidação também, Alex... Você que me diz.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 1:47 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 9, 10, 5, 1, 5, 3, 10
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qua Maio 03, 2017 1:57 pm

Oliver, que nunca esteve tão próximo de uma cena de filme na sua vida (tira bom, tira mal, garçonetes bonitas demais...) estava se amarrando na coisa toda. Talvez não devesse, mas estava. Ele olhou para Joe com uma expressão de cumplicidade, dizendo um "está tudo bem" inaudível e seguiu em frente conforme solicitado. Só faltava ter um tiroteio no qual os bandidos eram incapazes de atingi-lo e uma mocinha peituda esperando por ele no final!
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Maio 03, 2017 10:01 pm

Manip + Intimidação.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 10:01 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 5, 2, 10, 5, 9, 10
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 10:11 pm

Mesmo depois daquelas palavras, Joe ainda olhou para a Madame, e só começou a seguir os dois depois que a mulher anuiu levemente com a cabeça.

Oliver, ao se virar para sair, cruzou seus olhos acidentalmente com a garçonete que os servira. Aparentemente, ela estivera ali por perto, observando a cena. Havia, em seu rosto, uma expressão que, para Oliver, era indecifrável. Mas ela não estava sorrindo. Tampouco desviou seus olhos azuis dos de Oliver.

Acompanhando os dois magos até onde eles foram, Joe não disse nada. E continuou sem dizer nada, até que eles pararam.


Última edição por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 10:16 pm, editado 1 vez(es)
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Maio 03, 2017 10:16 pm

Percepção  + Prontidão
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 10:16 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 10, 1, 10
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qua Maio 03, 2017 10:19 pm

Enquanto saía, Oliver, que acabou se tocando que estava sendo secado pela garçonete (porque claramente era isso que estava acontecendo. Provavelmente seu charme teve um efeito retardado por algum motivo), desviou o olhar. Dois passos depois, olhou novamente e lá estava ela, observando. Ele fez isso pelo menos três vezes antes de sair pela porta. Lá fora, O jovem Akasha deixou a conversa por conta de Faust, enquanto olhava os arredores.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qua Maio 03, 2017 10:20 pm

Rolando percepção + Prontidão
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 10:20 pm

O membro 'Oliver Gray' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 5, 7, 7, 8, 10, 5
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Maio 03, 2017 10:35 pm

Dr. West esperou calmamente que Oliver tomasse a dianteira e começasse a se mover, então indicando que Joe fosse atrás deste, e ele, por fim, movendo-se por último. Não seria sua escolha ideal de posicionamento naquela situação, mas considerando que, no momento, sua preocupação imediata era apenas o risco de evasão de Joe, colocá-lo entre os dois daquela forma parecia o mais adequado. 

"Obrigado pela colaboração, ma'am. Tenha um bom dia." - disse para a micro-chinesa, ainda tentando simular um comportamento que ele achava adequado para o "personagem" que havia assumido. 

Quando enfim chegaram ao beco, Faust parou em frente ao jovem. 

"Então. Como foi que você fez?" - questionou, as mãos nos bolsos. Havia se colocado entre ele e a saída do beco, tentando criar uma linguagem corporal que passasse ao interrogado a sensação de não ter saída. 

Ainda estava com o fone no ouvido esquerdo.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 03, 2017 11:14 pm

Joe, se é que era mesmo esse seu nome, ainda tinha uma cara bem desconfiada. E de poucos amigos. Olhou em volta daquele beco que dava para a porta dos fundos do restaurante, cruzou os braços sobre o peito, e disse:

- "Meu irmão, do que tu tá falando? Tenho trabalho pra fazer, então, porque cê não pergunta o que quer perguntar?"
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qui Maio 04, 2017 12:16 am

Dr. West tinha exatamente a mesma expressão agora que tivera no restaurante, e, se vamos ser honestos, exatamente a mesma expressão que tinha na maior parte do tempo: aqueles olhos meio mortos olhando através de suas lentes finas e redondas.

Enquanto isso, por trás das lentes, por trás do por trás das lentes, atrás de seus olhos, seu cérebro fervia em possibilidades, em estratégias, em linhas de ação para conduzir aquela conversa. O grande problema da situação era que como ele havia precisado assumir o papel de quem faz a ameaça, a opção de direcionar a confiança de JOe para si e assim fazê-lo se sentir seguro para falar não existia mais ou, se existia, estava em direta oposição a deixá-lo tenso o suficiente para que, caso desperto e/ou embuído de algum tipo de mágika, aquilo se manifestasse. 

Ele ficou dois segundos em silêncio, olhando para Joe, depois da reclamação. E então, falou. 

"Nós sabemos que você matou o Pastor, e temos você conectado ao relógio." - e, caso Joe tentasse interrompê-lo, Faust ergueria a mão, e continuaria por cima da interrupção, em tom mais alto. 

"Ninguém na agência se importa com um pastor morto. Nós nos importamos com o método usado, e queremos saber como você fez. Também estamos preparados para oferecer uma quantia generosa pelo relógio. " - afirmou. 

"Entretanto, se você realmente não souber nada, você é inútil. E como eu não gosto de escrever relatórios dizendo que perdi meu tempo, serei obrigado a me importar com um pastor morto."
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qui Maio 04, 2017 12:25 am

Manip + Intimidação
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qui Maio 04, 2017 12:25 am

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 9, 10, 4, 3, 7, 4
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qui Maio 04, 2017 12:44 pm

Enquanto West falava, a expressão de Joe foi mudando para uma de incredulidade, e depois uma de atordoamento, e depois, para uma de quem está perdido no meio de um tiroteio. Sua boca se abriu, como se fosse falar algo, mas nenhum som escapou.

Nesse meio tempo, o Eterita conseguiu ver, pelo canto do olho, Oliver passando por ele, indo em direção ao fundo do beco, e gesticulando naquela direção. Entretanto, não teve que perder muito tempo supondo o que quer que o Akasha quisesse dizer com a aquilo, pois a resposta veio rápido.

Logo que Oliver começou a se mover, a porta se abriu com força, e dela saiu a mesma garçonete que os havia atendido. Da porta até onde estavam, havia uns quatro metros para serem vencidos, o que ela fez falando bem alto, e apontando o dedo para West, até parar ao lado de Joe.

- "Okey, Mister, ou você mostra a porra de um mandato e uma identificação agora mesmo, ou Joe está indo cuidar da pia de louça!"


Oliver notou, nas sombras do corredor que jazia além da porta dos fundos do restaurante, agora aberta, que havia uma outra figura ali. Mas a escuridão não lhe permitia dar maiores detalhes.
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qui Maio 04, 2017 7:09 pm

É, a coisa estava engrossando. Oliver não estava disposto a lançar outro feitiço na frente dos adormecidos. Sua única opção era tentar ser bem-sucedido com Joe, que já estava afetado por seu poder. Ele olhou rapidamente para a garçonete e a respondeu, mas olhando para Joe:

- "É claro que ele pode ir lavar pratos quando bem entender. Esse é um país livre, moça. Mas eu vou ser bem claro, Joe. Enquanto a conversa ainda está casual, sem distintivos, ternos e mandatos, você é um colaborador bem remunerado. Na hora que as coisas ficarem burocráticas demais, você vira suspeito de assassinato. Até provar que nariz de porco não é tomada, e nós sabemos que às vezes é... Prisões federais não são agradáveis. Não nos faça deixar de trabalhar pelos seus interesses, ok? Vamos nos acalmar e levar a conversa pra um ponto onde todo mundo sai ganhando?
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qui Maio 04, 2017 7:45 pm

Rolando manipulação e torcendo bastante.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qui Maio 04, 2017 7:45 pm

O membro 'Oliver Gray' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 1, 1, 3
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Sex Maio 05, 2017 1:51 pm

Dr. West decidiu que não gostava daquela garçonete. 

Não que isso mudasse alguma coisa na sua forma de lidar com a situação, ou que isso importasse de qualquer forma - era só um fato que ele havia decidido, uma curiosidade aleatória e sem muita importância mas que dava alguma cor a seu monólogo interior. 

Haviam várias possibilidades ali, é claro - ela podia estar simplesmente ajudando a defender Joe por algum motivo que podia ir desde interesse próprio até atração romântica ou amor fraternal, mas a reação dela dialogava de forma curiosa com as teorias conspiratórias que ele e Oliver haviam desenrolado alguns minutos atrás, no interior do restaurante. 

Mas uma coisa estava clara: independentemente do que estava acontecendo ali, eles precisavam sair. Tinham cobrado o blefe, e os dois simplesmente não tinham como pagar. 

West abriu a boca - ele ia dizer um "não saia da cidade", apenas para não deixar óbvio demais que haviam perdido aquela, apenas para que as testemunhas potencialmente pudessem, quem sabe, achar que falavam a verdade...

... Mas Oliver precisava falar. O médico olhou para ele, para sua gaguejada, trêmula e insegura tentativa de intimidação. Certo: qualquer chance que eles tivessem de sair dali por cima havia acabado de ser defenestrada. Principalmente quando a garçonete, metendo a mão no bolso, estava sacando um celular. Aquele era o maior dos problemas - internet. 

O doutor reagiu de imediato. "Estamos indo." - afirmou, em tom relativamente alto, antes de virar de costas para a garçonte e começar a andar. Não podia se dar ao luxo de ter o rosto numa gravação do youtube, e esperava que Oliver tivesse o mesmo bom senso. 

Saindo do beco, virou em direção ao antigo orfanato abandonado.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Sex Maio 05, 2017 1:57 pm

É isso. Nada de gravações para nós. Magos são tímidos. Após gaguejar feito o maior dos idiotas na frente dos adormecidos, Oliver decidiu que, nas próximas missões, Faust faz o papel diplomático (e que buda nos ajude). Oliver se lembrou de que costumava ser relativamente popular e extrovertido na adolescência. Quando se tornou um recluso incapaz de manter uma conversa, ele só podia imaginar. Aquile fracasso doeu mais fundo do que deveria, mas bola para frente. Mais do que depressa, ele deu as costas para os adormecidos, murmurando um "sim" e saiu de cena o mais rápido possível.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Sex Maio 05, 2017 4:12 pm

Apesar de parecer um tanto arrogante, Dr. West não o era - não de fato ou, pelo menos, não da maneira comum de sê-lo. Acreditava, por exemplo, de que a culpa principal da falha daquele esforço havia sido principalmente sua, não de Oliver: ele sabia era o inteligente, ele era o estrategista, ele sabia os pontos fortes e fracos de ambos ali, mas havia falhado em não dividir o plano de antemão e, principalmente, em esquecer-se que nem todo mundo era, como ele, desprovido de um compasso moral. 

"Da próxima vez, nós planejamos antes, não durante." - afirmou, movendo-se a passos largos. A bengala mal encontrava o chão, mas ele não corria. Tirou o celular do bolso, ia começar a digitar a uma mensagem.

Rolagem retro-ativa de percepção (3) + empatia (0) da cena interior. A mensagem que ele vai digitar depende do resultado
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Sex Maio 05, 2017 4:12 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 2, 8, 1
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Ter Maio 09, 2017 10:27 pm

O celular voltou para o bolso, discretamente. Por um instante, Faust havia deixado de ser racional - algo em toda aquela história, naquele relógio, naquele tal de Joe, algo em tudo aquilo e nas palavras que o profeta havia proferido na visão descrita por Oliver o estava incomodando, deixando aflito. Sentia um senso de urgência muito grande sobre Joe - muito maior do que sobre o relógio; mas, se parava por um segundo para pensar de forma séria sobre a situação, tornava-se claro que não tinha motivos sólidos ali. Tinha suposições improvavéis, alguns indícios superficiais, mas nada concreto, nada que exigisse uma ação tão drástica quanto a que havia quase tomado ali, com aquele celular, naquele instante. 

Haviam pistas mais sólidas em outras direções. Maria, por exemplo. E no orfanato, por outro lado - na noite anterior haviam sido obrigados a deixar o local um tanto quanto as pressas, sem realmente investigar todas as possibilidades. Fazê-lo agora, com menos pessoas, num horário em que o local sem dúvida era menos movimentado e junto de Oliver - que por bem ou por mal tinha alguma familiaridade com a geografia do ambiente - seria mais prático. 

"Precisamos ir para o orfanato, agora. Creio que possamos encontrar informações importantes - sobre sua irmã, e sobre Samuel. Tenho a impressão de que estes temas estão mais conectados do que gostaríamos de acreditar." - expôs, mesmo antes de dar a Oliver as informações que tinha sobre a menina da qual não me recordo o nome.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Ter Maio 09, 2017 11:21 pm

Respondendo ao comentário de Faust, Oliver disse:

- "Seria ótimo. Não sou bom em improvisar. Sou moderadamente bom em planejar e extremamente eficiente em executar". Sua fala nesse momento era um pouco ressentida. É fácil para Faust perceber que Oliver esperava receber um plano, um curso de ação, dele.

  Oliver se animou com a possibilidade de voltar ao orfanato. Não porque lhe parecia algo agradável, muito pelo contrário, seria tão torturante quanto na primeira vez. Mas a perspectiva de propósito mantinha o Jovem akasha funcionando. Em uma missão como voltar ao orfanato e recolher informações, ele tinha um papel e sabia exatamente qual era ele:

- "Essa sim é uma ótima ideia. Nós temos alguns quarteirões até lá. Podíamos ir andando enquanto você me explica a ligação que você está enxergando em tudo isso e me fala sobre as informações que você conseguiu sobre a Brenda".
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qui Maio 11, 2017 12:11 am

Dr. Faust West ouviu o que dizia Oliver, suas inquietas indagações sobre Emma. O médico parou de andar brevemente na calçada e olhou para trás, buscando sinal de que podiam estar sendo seguidos, ou observados, ou qualquer coisa assim. Faust não era realmente paranóico, mas considerava de bom tom manter uma certa super-atenção com as coisas - afinal de contas, ele estava no ramo dos segredos e das informações, logo, qualquer um poderia estar.

Após estar satisfeito com sua observação, o médico olhou novamente para Oliver e aproveitou o momento para se recompor - segurou melhor a maleta na mão, retirou os fones do walkman do ouvido e então voltou a se mover. Ao todo, foram quase dois minutos após a pergunta do Akasha até que o Eterita começasse a realmente falar...

"Ela sumiu." - ele afirmou, e deu um segundo para que a informação entrasse na mente de Oliver, antes de expandir. Era difícil fazer aquilo - aquele balanceamento entre passar as informações já mastigadas, mas de forma resumida, mas ainda mantendo um senso interno de coesão entre as palavras, e sem tornar tudo estúpido demais, simplificado demais, a ponto de parecer que estava ridicularizando o Akasha. 


"Quando alguém desaparece, ficam rastros. Ninguém some em um vácuo - sempre é possível encontrar traços, dados, papéis, nomes, endereços, informações. Geralmente leva tempo porque são muitas coisas, e só um desses rastros leva a algo concreto." - ele expôs, da forma mais simples que podia. Talvez tenha sido mais fácil por que ele mesmo havia tido que sumir uma vez em sua vida.   "Sua irmã não deixou nada, parece artifical. O que me sugere que uma limpeza foi feita." - ele podia continuar o raciocínio, mas queria primeiro conhecer como Oliver lidaria com a informação, para depois realmente elaborar cenários possíveis e hipotéticos. 

Na verdade, não achava que elaborar cenários hipotéticos podia ser útil. 

"Limpar documentos analógicos é mais difícil, e considerando que ela vivia no orfanato... Podemos encontrar alguma coisa ali." - explicou. "Mas vou precisar de todas as informações, todas as memórias que você tenha dela. Tudo que fiz até agora foi usando apenas um nome."

Havia, talvez, um leve tom de orgulho distante na última frase.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qui Maio 11, 2017 8:55 am

Oliver levou alguns passos para processar a informação. Ninguém some desse jeito, a não ser ninjas, mas esses sequer aparecem, para começo de conversa. Decidiu encarar aquilo como bom sinal. Quer dizer, se Brenda estivesse morta, seria difícil dimais limpar a coisa toda do modo que fizeram. Ele passou mais uns passos perdido em pensamentos, mas logo respondeu Faust:

- "Traços físicos, no caso? Ela era bem parecida comigo, na verdade. Mesma cor de cabelos e olhos, mesmo tipo de rosto, só que mais baixa. O caso é que "tudo que eu lembro dela" não tem como ser muita coisa. Quero dizer, nós éramos tão próximos quanto dois irmãos podem ser, o que quer dizer que nós não tentávamos nos matar todos os dias. Eu tentava bancar um bom irmão mais velho... Mas éramos muito jovens, então eu não sei se dá para acrescentar muita coisa... Talvez dê para encontrar uma foto no orfanato ou algo assim...".

   Faust certamente reparou que Oliver parou de falar, olhou para ele, estreitou os olhos e o encarou por um segundo, com uma expressão indecisa. Depois, seus ombros caíram como se ele tivesse decidido e se resignado de algo ao mesmo tempo. Foi quando ele falou novamente:

- "Faust, existem bem poucos de nós no mundo, certo? Se eu puder confiar no que meus mestres ensinaram, nós somos quase uma espécie em extinção... Sendo assim, as chances de Brenda ser uma sobrenatural de algum tipo devem ser ridículas... Mas o sumiço dela não foi coisa de adormecidos. Quero dizer, tem sobrenaturais que não conseguiriam algo assim. Sinceramente, eu não posso imaginar um motivo para uma facção sobrenatural se interessar pela minha irmã a esse ponto, mas, o que você acha disso?

  Enquanto caminhava, Oliver mantinha a cabeça baixa, mas os sentidos vigilantes.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qui Maio 11, 2017 10:49 am

"Tudo." - respondeu Faust, virando o rosto impassível para Oliver, por um instante. Traços físicos, na verdade, talvez fossem a coisa menos importante de todas, no sentido daquela investigação. Ele voltou-se para frente, sem parar de andar, ouvindo o que dizia o jovem. Enquanto caminhava, sua bengala e os sapatos sociais faziam um "toc toc" ritmado contra o chão de concreto.

"Idade, personalidade, memórias de momentos juntos ou de hábitos comportamentais, como vocês terminaram no Orfanato, brinquedos preferidos, última vez que teve alguma informação dela..." - afirmou. "Não precisa me dar essas informações agora. É até melhor que tome algum tempo para pensar e botar alguma ordem nas coisas. Mas toda informação é útil." - afinal de contas, qualquer informação - não só sobre Brenda, mas sobre qualquer coisa no universo - criava novos pontos de reflexão em sua mente nos quais outras informações poderiam se refletir, criando, no fim, um mosaico mental que os guiava em direção a verdade.

Após dizer isso, Faust levou alguns instantes para perceber que Oliver havia ficado em silêncio - não era o homem mais perceptivo do mundo, o mago, e estava preso na própria mente, pensando, divagando em linhas teórias e possibilidades: o que encontrariam no orfanato, agora, com calma? Como deveriam reagir se um civil os encontrasse ali? E sobre Joe? E os Giovanni? E Maria? E Hannah? E as informações espalhadas pela cidade...? 

Mas quando os ombros dele caíram daquela forma, a atenção de Dr. West retornou a Oliver, e apreendeu-o de imediato, compreendendo seu estado emocional. "Não são tão ridículas quanto você possa imaginar. Dr. Fieldenberg recentemente publicou um artigo no Paradigma no qual apontava uma série de furos nas teorias que supervalorizavam a criação e o ambiente familiar em detrimento da genética, e apontava a possibilidade de que existam linhas familiares naturalmente mais propensas ao Despertar." - respondeu de imediato, quase que por instinto, como quem trás uma curiosidade interessante.. Mas logo em seguida ficou quieto, percebendo que se tratava de um momento, aparentemente, emotivo para o outro desperto. 

Quando ele terminou, fazendo a pergunta, Dr. West voltou a falar. "Veja, se considerarmos a realidade tal qual os adormecidos a conhecem como uma linha reta... A existência de um artíficie da Vontade, um de nós, de alguma forma perturba essa linha. Não é difícil imaginar que isso gere ondulações que perdurem e afetem não só as gerações por vir, como também os adormecidos que nos rodeiam, preenchendo suas vidas com algo um pouco mais... estranho do que a substância que lhes preencheria a existência caso não estivessemos lá." - expôs. Dr. West gostava daquela analogia - afinal de contas, se a existência dos magos ondulava a reta da vida dos vivos, por que não a dos mortos? E uma onda grande, bem.. Pode completar um  círculo.


"Mas isto, também, não prova nada - apenas demonstra por que não seria uma perturbação lógica tão grande se algo de inesperado ocorresse com sua irmã. Não temos como saber o que aconteceu, apenas que algo aconteceu, e que este algo se formou a partir de alguma intencionalidade." - pequena pausa, enquanto dobrava uma esquina e podiam agora ver a figura do Orfanato algumas quadras adiante. 

"Sua irmã pode ter fugido e alterado as evidências, ela pode ter sido radicalizada por algum grupo extremista ou morta por um, ela pode ter simplesmente morrido e seus dados terem sido apagados para que fossemos instigados a fazer exatamente o que estamos fazendo agora. Não há como saber. Por isso, recomendo cautela."
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Sex Maio 12, 2017 11:04 am

Oliver começou a ter um acesso de raiva enquanto ouvia faust, talvez pela calma monótona pela qual as palavras e informações vinham. Ele chegou a apertar os punhos tão forte que machucou a palma das mãos com as unhas. Mas podia culpá-lo por dizer a verdade, fosse ela qual fosse? Para tentar abandonar a raiva e a frustração, o jovem akasha assentiu com a cabeça para faust, indicando que havia ouvido tudo, mas não tornou a falar durante os minutos restantes de caminhada. Provavelmente ja estaria bem quando chegassem aos escombros do orfanato.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Dom Maio 14, 2017 11:34 pm

Quando a dupla chegou ao orfanato, o local estava da mesma forma que na noite anterior. A luz solar do início da tarde, entretanto, deixava o cenário externo com um aspecto menos desolado. Ao menos para West, pois para Oliver, a luminosidade do astro-rei revelava de maneira bem mais impactante os danos que o prédio sofrera. Não havia uma única janela intacta, e onde a alvenaria não havia cedido, era marcada por língas negras. O calor intenso havia retorcido até mesmo os brinquedos do parquinho, que agora pareciam esculturas dementes e enegrecidas, feitas por um artista perigosamente insano. Agora, o rombo nas paredes por onde haviam entrado era bastante visível: voltado para o posto de gasolina destroçado, havia um buraco razoavelmente circular, mas que tomava os três andares do prédio.

Não havia cordões de isolamento da polícia. Aliás, não havia qualquer sinal dela.

Oliver não saberia dizer muito bem onde ficaria um escritório do Profeta Sammuel. Ele e as demais crianças ficavam, a maior parte do tempo, restritos ao primeiro andar, onde ficavam seus alojamentos, refeitório, salas de convivência e estudo, etc. Mas sabia que, quando alguma medida disciplinar mais séria era necessária, eles eram levados ao segundo andar, e sabia também que visitantes externos vestidos de ternos, geralmente iam direto para o segundo andar. Era o que havia de melhor em termos de pistas. Do lado de fora, eles já havia visto que as escadas de incêndio estavam retorcidas e tombadas no antes fora um gramado. Restavam as escadas internas. Por sorte, elas ficavam no lado oposto do prédio, em relação ao posto de gasolina. Caso contrário, teriam sido demolidas junto com a maior parte daquele lado do prédio.

Para alcançarem as escadarias, tiveram que passar perto da sala de convivência, onde os eventos da noite anterior haviam transcorrido. Na verdade, a última porta que se abria do corredor, antes das escadarias, dava justamente para esse cômodo. Não havia mais porta, apenas o portal, dando visão para o local. Luz do sol entrava por uma parte da parede que havia desmoronado, mas uma série de árvores enegrecidas, e arbustos e trepadeiras que já estavam crescendo no jardim abandonado, bloqueavam uma visão mais direta da rua. A luz solar, entretanto, não ajudava a debelar o fedor de fezes e urina, e decomposição. E sangue seco.

Jazia no chão, no mesmo local onde estiver na noite anterior, o cadáver do segundo crackudo, o que mais parecia um zumbi macilento do que um jovem que estivera vivo até algumas horas atrás. Todavia, era o único cadáver no local. O corpo do traficante não estava mais lá. Um rastro de sangue ia do local onde eles sabiam que o corpo dele estivera, para o lado de fora, pela abertura na parede desmoronada. Além da poça de sangue seco que já seria de se esperar, no local onde o traficante havia morrido, havia uma outra, maior ainda. Além do sangue seco, havia outras coisas, que West facilmente poderia identificar, à luz do sol, como fragmentos de ossos e massa encefálica. Havia também um rastro de sangue seco, ligando esta poça à saída pela parede.

As escadarias se mostraram um certo desafio: estavam parcialmente desmoronadas, deixando apenas uma fileira estreita de degraus em alguns pontos. Oliver saltaria facilmente pelo buraco, mas West necessitaria de bastante cautela, embora fosse um trecho atravessável, sem maiores problemas, se eles tivessem tempo e calma.

No segundo andar, o incêndio havia cobrado seu preço, da mesma forma que no andar anterior. Era um ambiente mais escuro que o outro andar, pois menos partes da alvenaria pareciam ter desabado. Entretanto, o som de goteiras, o cheiro de mofo e de fumaça, e o aspecto de desolação também estavam presentes ali.

Havia várias salas, com uma mobília que, apesar de esturricada, ainda poderia ser reconhecida como típica de escritórios. Entretanto, as portas que eles abriram (e as salas que sequer tinham portas para abrir), revelavam quadros pouco animadores. Computadores pareciam ter sido queimados além de qualquer capacidade de restauração, e seria um milagre achar algum papel intacto. Talvez uma busca mais minuciosa pudesse revelar algo, mas isso tomaria tempo.

Por fim, eles se depararam com uma porta ainda inteira. Ao lado desta, uma placa que ainda era legível, por ser de metal, gravada em baixo relevo. Ela lia "Headmaster".

Poderia ser a sala do Profeta, afinal.

Quando abriram a porta carbonizada, o sol lhes feriu os olhos. Aquele grande rombo na parede, que eles haviam visto do lado de fora, parecia ter seu centro ali. Se naquele local havia uma sala de algum tipo, isso foi no passado. Alia, não havia mais chão, teto, ou paredes.
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Seg Maio 15, 2017 9:44 am

Oliver, já um pouco mais controlado, seguiu para o interior do orfanato com West a tiracolo. A primeira coisa que notou na sala de conveniência é que estava faltando algo. Alguém na verdade:

- "O traficante não está aqui, mas o outro viciado está. A polícia não esteve aqui, ou os dois teriam sumido. Quem se daria ao trabalho de dar um enterro digno àquele lixo? O que me lembra que eu queria perguntar algo. Você já esbarrou com o nome Big lue alguma vez?

  Não querendo ficar mais no cômodo, o jovem Akasha seguiu para o andar de cima em dois pulos, esperando que West pudesse acompanhá-lo e respondê-lo ao mesmo tempo. Quando já estava na parte de cima, estendeu a mão para ajudar o colega a subir os últimos degraus. Oliver mal conhecera o andar de cima do orfanato. A coisa lá era mais administrativa. Ao olhar para a desolação do que poderiam ter sido escritórios, ele teve certeza absoluta de que não serviria para muita coisa na coleta de informações que se seguiria. Sua animação aumentou vertiginosamente quando achou que havia encontrado a sala do Samuel, e caiu na mesma velocidade quando viu que não havia mais sala. Virando-se para Faust, ele cruzou os braços e disse:

- "Faust, se você tiver alguma carta na manga para encontrar algo nesse lugar, incluindo pistas no segundo andar ou algo no subterrâneo, essa é a hora de brilhar. Eu poderia verificar o passado do lugar, mas não sei se seria de grande ajuda".
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Maio 17, 2017 12:06 am

Dr. West seguiu, impasśivel - impassível a paisagem e, sejamos honestos, completamente ignorante quanto ao silencioso ataque de raiva de Oliver: o médico tentava ser mais atento às emoções das pessoas, sabia que aquilo era um talento de observação útil, e até pesquisava o assunto quando podia, mas ainda tinha suas dificuldades em acompanhar o mundo externo, quando sua mente era sempre tão mais interessante e movimentada. 

Moveu-se pela construção em silêncio cirurgíco, os sapatos bem limpos deixando aqui e ali marcas discretas na poeira. Não gostava de deixá-las, mas, honestamente, não via nem opção e nem sentido lógico em sua preocupação - então, como quase tudo que não seguia alguma lógica mínima, Faust a descartou. 

Atentou-se a paisagem do ambiente. Não estava vestindo nenhum aparelho que fosse lhe permitir enxergar além da frequência naturalmente acessível ao equipamento humano, mas esta mesmo sem dúvida trazia informações úteis que, a noite, não haviam se manifestado: cores das queimaduras, padrões nas paredes... Atentou-se também a atividade dos Inquietos que, por ventura, pudessem estar por lá. 

Quando passaram pelo aposento onde, na noite anterior, haviam encontrado os drogados, Dr. West sequer pausou - a ausência não o incomodava, e a única coisa que lhe despertava algum interesse em seguir o rastro de sangue era uma curiosidade mórbida, mas um tanto inútil e, frente aos objetivos que tinham no momento, desimportante. 

Ouviu a pergunta de Oliver, e respondeu-o sem hesitar. "O sobrevivente. Para não ser preso." - disse, num tom de quem proclama o óbvio. Quanto a Big Louie, apenas meneou a cabeça, negativamente, enquanto observava as escadas. Não havia consternação em seu rosto, mas a pausa não costumeira em seu caminhar denunciava que ela existia, ainda que não fosse impedi-lo de prosseguir. 

Vencida a escada - com a ajuda de Oliver, que Faust não negou - o médico observou o segundo andar com curiosidade. "Hm", chegou a exclamar, sem muita exclamação na voz. O ambiente era curioso, e ele se perguntava se os arquivos de metal nas salas nitidamente queimadas haviam sido capazes de preservar os papéis no interior. Entrou numa delas e, vestindo suas luvas de couro, abriu as gavetas do arquivo - apenas para saber o estado do que ele guardava. 

Na verdade, Dr. West estava mais guardando tudo aquilo na memória do que realmente investigando, assim, de imediato - ele não tinha tempo para investigar tudo aquilo detalhadamente, e tampouco o tinha Oliver. Era parecido com uma biblioteca, entende? Ele estava identificando os possíveis conhecimentos ofertados pelo lugar, e, quando estes fossem necessários, caso o fossem, saberia para onde retornar. 


Quando foram confrontados com a desolação da sala do Headmaster, a primeira reação de Dr. Faust West foi erguer uma mão para proteger os olhos da luz, e isto seguiu-se do mais completo e impassível silêncio, seguido por um comentário. "Isto, também, é uma informação." - se o dizia para si mesmo ou para Oliver, era incerto. 

Mas, de qualquer forma, era verdade: aquilo também era uma informação. O centro da "cratera" ser a sala do diretor - potencial Samuel - era uma informação importantíssima, uma peça do quebra cabeça, ainda que não soubessem, ainda, onde encaixá-la. 

Ele respirou fundo, devagar, ouvindo o que Oliver dizia. Levou quase cinco segundos em silêncio, observando com atenção o buraco, antes de virar-se para o Akasha. Dr. West observou-o com atenção e paciência, por pelo menos mais cinco segundos - parecia encará-lo como quem busca descobrir alguma verdade escondida em seu rosto. 

Talvez não tenha conseguido discerni-la, pois foi obrigado a perguntar: "Você está se oferecendo para estar dentro de uma sala enquanto ela explode. Consegue lidar com isso? Com as coisas que pode vir a ver?" - quis saber. 

Oliver, afinal de contas, parecia ser um tanto inocente, e de emoções um pouco instáveis.
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Oliver Gray em Qua Maio 17, 2017 12:20 am

Seja por pura ingenuidade, ou por uma confiança inabalável, só esperou Faust terminar a pergunta e respondeu imediatamente:

- "Claro. Não se preocupe comigo. Não sou o cara mais inteligente do mundo, mas a minha mente é preparada para suportar coisas, talvez ainda mais do que o meu corpo".

  E era verdade. Os akashas treinam tanto o corpo porque uma alma saudável e poderosa só habita corpos saudáveis e poderosos. Mesmo em seus estágios iniciais de treinamento, ele era capaz de suportar cargas emocionais maiores do que qualquer humano e vários magos.

- "Mas você vai precisar proteger meu corpo, como aconteceu no beco. Essa magia é especialmente desagradável para mim. É como se eu estivesse abandonando um tanque de guerra em meio a uma zona de combate e indo dar uma voltinha a pé para pegar um ar. Eu me sinto separado do meu corpo e não gosto disso. Você não vai poder fazer nada além de tomar conta de mim até eu voltar".

  O feitiço exigia confiança e Oliver estava pronto a ofertá-la, mas ouvir uma confirmação de West não fazia mal.
avatar
Oliver Gray

Mensagens : 149
Data de inscrição : 08/02/2017
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Maio 17, 2017 12:27 am

Houve mais uma pequena pausa, e ele acenou com a cabeça. 

"Tome o tempo que precisar, e volte o máximo que lhe for possível." - disse. "Precisamos ver não só o que deixou a sala nesse estado, mas o que poderia ter sobrevivido. Um cofre, por exemplo." - sugeriu. "E qualquer outra informação possível." - acrescentou.

"Ficarei por aqui." - e colocou a própria maleta no chão, encostando a bengala na parede. 

[b]ROlagem[b] Percep 3 dif7
avatar
Dr. Faust West

Mensagens : 166
Data de inscrição : 04/08/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por The Oracle em Qua Maio 17, 2017 12:27 am

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 7, 2, 4
avatar
The Oracle
Admin

Mensagens : 254
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 39

Ver perfil do usuário http://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo amanhecer

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum