Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por Dr. Faust West em Qui Jan 24, 2019 9:19 pm

" - Princesas." - ele respondeu, ainda antes de começar os cálculos " - Faz sentido." - em sua mente, aquilo parecia um gracejo, uma quase-simpatia, uma frase indulgente que se diz para crianças simpáticas. Em seus lábios, talvez parecesse um quase insulto - ou uma constatação lógica inflexível, como se ele realmente achasse que elas eram princesas e que Von Heineken era membro da realeza. 

[..]

Quando começou os cálculos, Faust sentiu sua cabeça explodir. Ele sabia que havia alguma coisa errada - um daqueles cenários em que as coisas, seu "Avatar", o que quer que fosse, pareciam se desencontrar com o universo e, como acontecia em microfones mal configurados, retornava para dentro de si com um agudo insuportável e dolorido. 

Mas Faust West não era apenas um homem. Ele era mais - ele havia decidido ser, e as limitações da carne, dor, sono, nada daquilo o impediria. Ele não demonstraria sua dor...

E então abriu os olhos apertados, sem nem mesmo ter percebido que os havia fechado. Sua cabeça latejava. Faust sabia que alguma coisa havia saido errado no processo, mas esforçou-se - o pouco que precisava - para memorizar aqueles números e tentar novamente depois.

Olhou para Inana quando ela falou como se houvesse acabado de perceber que ela estava ali, e gastou dois segundos para lembrar-se o que ela havia perguntado. 

"Algum de nós realmente está, Srta. Inana?" - quis saber, antes de voltar os olhos para a outra. " - Sim e não. Acredito que saibam como é." - ponderou, antes de respirar brevemente e guardar o celular no bolso do casaco. 

" - Pois bem. Me informaram que vocês comercializam sorvo. Está correto?"
Dr. Faust West
Dr. Faust West

Mensagens : 271
Data de inscrição : 04/08/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por The Oracle em Qua Jan 30, 2019 9:53 pm

- "Hãããããã... sim, comercializamos Sôrvo" - disse Inana vagarosamente. Após as últimas iterações, ambas olhavam para West como se estivessem frente a um anormal (e quem poderia dizer que estavam erradas?) - "Quero dizer, a Capela transaciona Sôrvo" - completou, como se lembrasse de algumas falas ensaiadas"
"Para os amigos das Tradições" - arrematou Ishtar, como se também lembrasse do script.
"Isso! A Capela transaciona Sôrvo para aqueles amigos das Tradições. Mas, bem, isso não é com a gente"
- "É, precisamos chamar o Sr. Von Heinekein"
- "Ou Dani, ela ganhou autorização também"
- "Ah, é verdade. Mas, Dr. West, veja bem, não é que tenha um preço..."
- "Digo, não em dinheiro. Bem, temos um cara que transforma chumbo em ouro..."
- "Mas você pode oferecer algo em troca"
- "Informações"
- "Apoio"
- "Ou, sei lá, Já vi pa... o Sr. Von Heinekein dar uma de graça, praquela moça índia"
- "É, eu lembro. Ela parecia machucada naquele dia"

Apesar das faces um tanto constrangidas, como suas pessoas que são forçadas a lidar com um louco perigoso com o qual não sabem como agir, as duas garotas pareciam tentar agradá-lo. E isso era algo um tanto raro na experiência de West.
The Oracle
The Oracle
Admin

Mensagens : 558
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 41

https://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por Dr. Faust West em Ter Fev 05, 2019 11:39 pm

Enquanto as meninas falavam, Dr. West as observou impassível. Seus olhos perseguiam seus movimentos de forma atenta, mas desinteressada - como num peixe morto que movia-se por algum eco no sistema nervoso, ou, pior, com o desinteresse de alguém que não conseguia mais fazer grande diferença entre duas jovens bonitas e sorridentes e dois espécimes esquecidos numa antiga gaveta do necrotério. Esperou que elas terminassem.


West não sabia ao certo se podia ser considerado um amigo das tradições, mas sabia que toda informação era útil - como aquela, por exemplo, sobre Dança com Lobos machucada. Ou como as centenas de milhares de informações que ele tinha em sua cabeça, prontas para serem entregues, ou aquelas outras milhares que ele sabia onde encontrar. 


O preço de Heineken era caro, mas West também sabia, a seu próprio modo, transformar chumbo em Ouro.


"Meninas, eu adoraria negociar." - ele disse, iniciando os trabalhos. "Mas o trabalho me chama. Não disponho, infelizmente, de todo o tempo que gostaria." - e pausou.


"É uma pena. Sem o sorvo, meus afazeres irão tomar mais tempo do que eu gostaria, e provavelmente não conseguirei encontrar todos hoje a noite." - e abaixou os olhos para sua maleta por um instante, antes de estender o braço, levantando-a do chão e pegando a caveira que era sua bengala com a outra mão.


"Bem, tenho certeza que teremos outra oportunidade para conversar. Tenham um bom dia, senhoritas." - e fez uma pequena mesura com a cabeça, começando a dar as costas para sair. 


Não era que ele não podia pagar - ele só realmente não tinha tempo para negociar agora. Tampouco era mentira. 


Quid pro co, afinal de contas. Era hora de ver o quão importante era para as meninas falar com ele - o que também lhe daria mais informações para negociar com elas o que quer que quisessem dele. 


Rolagem: manip + subterfuge
Dr. Faust West
Dr. Faust West

Mensagens : 271
Data de inscrição : 04/08/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por The Oracle em Ter Fev 05, 2019 11:39 pm

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 2, 5, 6, 8, 7, 5, 4

_________________
"Eu sou aquele que arrancou suas próprias vendas, e viu o Universo pelo que ele é. As forças da natureza curvam-se ao meu comando, e o Infinito e a Eternidade obedecem à minha Vontade. Venha comigo, e partilhe das maravilhas que vi, neste e em inúmeráveis mundos.

Me dê sua mão, abra seus olhos, e Desperte..."
The Oracle
The Oracle
Admin

Mensagens : 558
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 41

https://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por The Oracle em Qua Fev 06, 2019 3:44 pm

- "Espere" - disseram as vozes de ambas, falando em uníssono. Mas a voz das garotas não tinha mais a ansiedade de antes.

Quando West de virou, as duas garotas estavam de mãos dadas, com os dois pares de olhos verdes fixos nele. Parecia haver determinação naquele olhar.

- "Nós lhe faremos um... adiantamento" - disse Inana.
- "E você irá nos pagar" - completou Ishtar. Aquilo não tinha o tom imperativo de uma ordem. Parecia apenas a constatação de um fato.
- "Hoje, mais tarde. Com informação"
- "E com o seu silêncio"

As duas haviam entrado num modo que Oliver já havia presenciado, mas West ainda não. Elas completavam as frases uma da outra numa sequencia que parecia ensaiada. Ainda de mãos dadas, elas se abaixaram atras do balcão, e West conseguiu ouvir o "clic-clic" característico de um cofre de disco sendo aberto. Poucos segundos depois, ouviu o som metálico de uma porta grossa se fechando, e elas se levantaram, ainda de mãos dadas. Inana colocou uma pequena pedra de quartzo rosa sobre o balcão.

- "Estamos certas que esta..."
- "Parcela de Sôrvo tem as características..."
- "Adequadas para atendê-lo"
- "Nos vemos mais tarde, Dr. West."

E nisso elas soltaram as mãos, e voltaram a seus afazeres. Inana pegou um espanador e começou a limpar as estantes, e Ishtar pareceu estar conferindo algo nos livros de registro.
The Oracle
The Oracle
Admin

Mensagens : 558
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 41

https://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Fev 13, 2019 10:25 am

Dr. West virou - mas não virou por completo. Virou por cima dos ombros, como quem ainda não está decidido a realmente ficar. Não disse nada, mas a expressão em seu rosto comunicava a expectativa silenciosa e contida pelo que elas iriam oferecer. 

Quando Inana falou sobre um adiantamento, o mago virou-se novamente para elas e aproximou-se devagar - estava tão interessado no adiantamento quanto na dinâmica que parecia existir entre as duas, aquela sincronia perfeita, aquela magia estranha. Ele deixou a maleta no chão, mas permaneceu segurando a bengala. 

Quando o pedaço de quartzo foi depositado sobre o balcão, o doutor deitou a bengala sobre ele e retirou do bolso interno do paletó o que parecia ser um monóculo de três lentes sobrepostas - uma vermelha, uma verde e uma azul. Ele ergueu a verde e a azul com um movimento do polegar e observou o cristal através da vermelha, como um joalheiro analisando uma pedra. 

Não achando que havia nada a acrescentar, o mago silenciosa e cuidadosamente guardou o sorvo no bolso direito do paletó e acenou com a cabeça para elas. "Até a noite." - e retirou-se. 

[...]

No carro, Faust acomodou sobre seu colo a maleta de muitas partes e inseriu guardou ali, satisfeito, o sorvo que lhe serviria dali a pouco tempo. Estava curioso sobre elas, entretanto - aquela sincronia... e como elas sabiam exatamente o tipo de sorvo que ele precisava? 

Lembrando-se da dor de cabeça - que ainda latejava um pouco, enquanto o paradoxo aderia-se ao seu padrão como uma rádio pirata a embaralhar a frequência oficial, ele respirou fundo e retirou, de dentro da maleta, uma calculadora menos discreta e mais apropriada para aquele tipo de função. Não era muito diferente de uma calculadora científica padrão, mas o observador atento notaria botões extras, com símbolos estranhos. 

O mago respirou fundo, tentando trazer, através da névoa do paradoxo, as variáveis que havia calculado na loja... 

[Rolagem de Int + Alertness para lembrar, as per Memória Eidética]
Dr. Faust West
Dr. Faust West

Mensagens : 271
Data de inscrição : 04/08/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por The Oracle em Qua Fev 13, 2019 10:25 am

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


'D10' : 7, 5, 9, 8, 10

_________________
"Eu sou aquele que arrancou suas próprias vendas, e viu o Universo pelo que ele é. As forças da natureza curvam-se ao meu comando, e o Infinito e a Eternidade obedecem à minha Vontade. Venha comigo, e partilhe das maravilhas que vi, neste e em inúmeráveis mundos.

Me dê sua mão, abra seus olhos, e Desperte..."
The Oracle
The Oracle
Admin

Mensagens : 558
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 41

https://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Fev 13, 2019 10:36 am

Com as variáveis frescas na cabeça, Dr. West sentia-se mais capaz. 

Calibrou a calculadora e começou a inserir os dados da forma adequada.

..................


Duas rolagens

1) Raciocínio + Tecnologia, dif 5, pela regra de "Abillities Enchancing Magick" que a gente tinha conversado. Usei a skill "tecnologia" por que ele está usando um aparato tecnológico, me pareceu melhor do que Science ou Enigmas (o que ele quer descobrir seria um enigma, mas já que a rolagem é só pelo aspecto técnico da coisa...). Copio do M20 pra cá pra facilitar: 


When a character uses an appropriate Ability just before
working a magickal Effect – and, in game terms, takes at least a
turn or two to do so – make a roll to reflect your success with that
activity. The difficulty for that roll is the same as the difficulty
of the spell you’re preparing to attempt. If, for example, Jinx
wants to do a Tarot reading to enhance a coincidental Entropy
2 Effect, then the difficulty for both the Perception + Enigmas
roll (the Tarot reading) and the spellcasting roll (Entropy 2 +
3 for a coincidental Effect) would be 5.
If you’re using an activity to enhance your magick, you
cannot spend Willpower to get an automatic success, or use
other modifiers to lower the difficulty of that activity roll. In
Jinx’s case, the Tarot reading’s difficulty is 5, period. Each
success on the Attribute + Ability roll reduces the difficulty on
the associated Effect by -1, to a maximum reduction of -3. If Jinx
gets two successes, then her casting roll’s difficulty drops by -2

2) Nova tentativa da magia realizada e falhada na loja em frente as gêmeas, com a dificuldade afetada (espero!!!!) pela habilidade. Rolagem de arete dif 5 - x
Dr. Faust West
Dr. Faust West

Mensagens : 271
Data de inscrição : 04/08/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por The Oracle em Qua Fev 13, 2019 10:36 am

O membro 'Dr. Faust West' realizou a seguinte ação: Rolar Dados


#1 'D10' : 2, 1, 7, 5, 7

--------------------------------

#2 'D10' : 7, 1

_________________
"Eu sou aquele que arrancou suas próprias vendas, e viu o Universo pelo que ele é. As forças da natureza curvam-se ao meu comando, e o Infinito e a Eternidade obedecem à minha Vontade. Venha comigo, e partilhe das maravilhas que vi, neste e em inúmeráveis mundos.

Me dê sua mão, abra seus olhos, e Desperte..."
The Oracle
The Oracle
Admin

Mensagens : 558
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 41

https://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por Dr. Faust West em Qua Fev 13, 2019 10:38 am

O mago, sentindo-se menos do que implacável mas colocando a culpa sobre seu mais recente fracasso sobre algum efeito disruptivo implantado sobre as gêmeas por William Von Heineken, calmamente guardou seus apetrechos e fechou sua maleta, colocando-a sobre o banco do passageiro antes de ligar o carro e dirigir em direção ao hospital.
Dr. Faust West
Dr. Faust West

Mensagens : 271
Data de inscrição : 04/08/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por The Oracle em Sab Fev 16, 2019 9:32 pm

Para manter sua farsa no lugar, Ezio teve que ouvir a mulher por ao menos uma hora. Ela tagarelava com tal intensidade e vigor, que simplesmente não havia espaço para interrompê-la. Se aquilo fosse uma luta, ele seria o boxeador encurralado no corner, com o adversário desferindo uma sequencia interminável e destruidora de golpes. Mas, ao menos, recolheu várias informações sobre Joe.

Ele era neto dela, filho de sua filha com um "marinheiro vagabundo e salafrário". Um dia, ela simplesmente apareceu na porta com uma criança, se disse arrependida por ter fugido, chorou, pediu perdão, etc, etc, e no dia seguinte, tinha ido embora, deixando o "pequeno saco de bosta". Ela criou aquele "traste", dando todo o amor e carinho, mas ele havia "puxado a vagabundagem do pai", e não conseguia um emprego decente, nem uma mulher decente, para casar logo de uma vez e deixá-la em paz. E claro, ela fazia questão de dizer isso a ele em todas as oportunidades possíveis, de modo a que ele tivesse brios e crescesse na vida. Era preciso "dar uns trancos nessas crianças de vez em quando", pois o mundo lá fora não seria amável e carinhoso como ela era. Ele trabalhava em um "restaurante fedorento" de uma "amarela horrorosa" (e ele descobriu seus horários também), e estava tentando inscrição em um curso técnico de mecânica do governo, já que era um fracassado e não conseguia o dinheiro para se inscrever num "curso de verdade".

Para a infelicidade de Ezio, também ficou claro que Joe não tinha quarto (afinal, o apartamento só tinha um), e dormia no sofá. A velha não entrou em detalhes sobre onde ele guardava suas coisas, mas seja lá onde fosse, não seria possível vasculhar nada sem que ela estivesse de olho.

...

Quando finalmente conseguiu se desvencilhar do falatório de Mary-Beth, Ezio notou que havia um SMS em seu celular. O número emissor estava em branco, e a mensagem dizia o seguinte:

- "Sua parceira falou que você é firmeza, mas pela demora, parece só cheio de vento. Não temos tempo a perder. O que você tem afinal? Pode responder esse número, e podemos nos encontrar hoje à noite. Ah, e não leve seu amiguinho Karatê Kid. Muito esquentadinho e a coisa pode ficar feia pra ele".
The Oracle
The Oracle
Admin

Mensagens : 558
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 41

https://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por Ezio Stracci em Ter Fev 19, 2019 9:07 pm

[size=35]Apesar de estar preocupado em parecer interessado na conversa, em alguns momentos Ezio não conseguia deixar de estar claramente distraído, contudo ainda atentava-se a tudo o que considerava importante.[/size]

[size=35]"Acho que podemos arranjar algum emprego decente para esse garoto, bem, de qualquer forma eu tenho que falar com meu irmão"[/size]

[size=35]Após todo o falatório, quando a mulher finalmente terminou de reclamar, ele pôde dizer. Respirou profundamente e disse com toda a calma.[/size]

[size=35]- Parece que vim em boa hora, não é mesmo?[/size]
[size=35]- Sabe, eu acredito que possa conseguir um bom emprego para o rapaz[/size]

[size=35]Sorri[/size]

[size=35]- Mas, se me permite, vamos fazer uma oração primeiro.[/size]

[size=35]Com a permissão da senhora segura em sua mão e começa uma oração pedindo por bençãos para aquela casa e família. Ao terminar se despede sem qualquer coisa de especial, somente deixando o chocolatinho e volta para o carro.[/size]

[size=35]Já no carro, pega o celular e então vê a mensagem.[/size]

[size=35]"Mas, que porra é essa?!"[/size]

[size=35]Ezio responde a mensagem[/size]

[size=35]/Perfeito. Nos encontramos lá no La Bamba, às 19 então. Nos encontramos na entrada da boate/[/size]

[size=35]Na verdade, Ezio só queria algum lugar com pessoas, para evitar algum tipo de emboscada.[/size]

[size=35]Logo em seguida mandou mensagem para teu irmão.[/size]

[size=35]/Salve, mi fratello! Preciso de três favores hoje. O primeiro deles é conseguir um emprego para um rapaz, seu nome é Joe, mora com sua avó no endereço que vou te passar e trabalha no restaurante Chinês. O segundo é fazer uma emboscada para ele, levar tudo o que ele tem, estou procurando algo específico, mas não podemos deixar isso à mostra. O último é, mandar uns parceiros passearem hoje à noite no La Bamba, mas eles têm que agir como se não me conhecessem, vou encontrar umas pessoas que não confio muito. Grazie!/[/size]

[size=35]O detetive então dirige até a sua casa para se arrumar, ao som de Snoop Dogg, Fifty Cent, Eminem e companhia, curtindo o som. Prepara-se e parte para o local do encontro, com um gravador no bolso interno e armado como de costume. [/size]
Ezio Stracci
Ezio Stracci

Mensagens : 207
Data de inscrição : 03/05/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por The Oracle em Qui Fev 21, 2019 8:19 pm

Poucos minutos depois de ter enviado a resposta para o número desconhecido, Ezio recebeu a réplica:

- "Na entrada? Tu é doido? Como vamos falar disso na entrada? Estacionamento. Vai estar cheio de gente também, mas ao menos podemos falar sem sermos ouvidos. Procure uma picape cinza com uma pixação em vermelho na porta do motorista. Estarei te esperando às 19".

A resposta de seu irmão demorou um pouco mais, mas também veio:

"Fratellino, você é esquisito, hahaha! Quer que arrume um emprego pro pagliaccio, mas quer também fazer a limpa nele? Va bene, va bene, a limpa dá pra fazer hoje à noite. Sei onde fica esse restaurante, e que horas eles fecham. Já trabalho... bem, vamos ver o que o infeliz sabe fazer. E vou mandar Benito e Josefo para o La Bamba. Muito cuidado com quem anda lidando! Lembre-se que os Giovanni estão por aí"

Ezio conhecia Benito e Josefo. Soldados sólidos e leais. Seu irmão deveria realmente estar preocupado com sua segurança.

___________________________________________________________________________________

Quando o Dr. West chegou ao hospital, tudo parecia normal. Seu crachá liberou passagem pela entrada dos funcionários normalmente. Ele seguiu pelos corredores sem que nada lhe chamasse muita atenção, perdido em seus pensamentos, como de hábito. Até que, em dado momento, já no 4º andar (onde estava o quarto improvisado de Hannah) algo obstruiu seu caminho. Algo compacto, sólido, que dava a firme impressão de ser irremovível até mesmo para um Oráculo de Forças. Algo como uma estátua de bronze dedicada a alguma deusa, talvez Ananke, a primitiva deusa grega da Inevitabilidade. À sua frente, de braços cruzados, estava a figura feia e formidável da enfermeira Rockwell. Parecia ter brotado do nada, embora o balançar de uma porta próxima indicasse que talvez, apenas talvez, ela tivesse saído daquela ignota sala de medicação.

O rosto naturalmente carrancudo da enfermeira inclinou-se um pouco para uma direção. Muito pouco, talvez meio centímetro, mas ainda assim, uma sinalização eficiente. Exatamente daquele ponto, daquele ângulo, a visão de West pôde alcançar uma porta entreaberta, que levava a uma sala. Nesta sala, uma policial estava sentada em uma cadeira, e à sua frente, sentada em outra cadeira, de braços cruzados e expressão de criança birrenta, estava Hannah. Vestia apenas sua camisola de hospital. A policial tinha um bloco e caneta em mãos, e parecia falar algo, mas Hannah não abria sua boca.

- "A acharam circulando pelos corredores. Obviamente, verificaram que não deu entrada, e chamaram a polícia. Estão lá há uma hora, o que significa que ela não falou nada, ou está falando demais. A assistente social chega em uns 10 minutos."

A enfermeira Rockwell falava em tom normal. Havia uma cafeteria das enfermeiras a alguns metros, e a própria sala onde estavam Hannah também se localizava próxima, mas o volume de voz que ela usava era exatamente o necessário para que apenas West a ouvisse, sem precisar sussurar. Aquela mulher estava em seu ambiente, tinha total domínio do território, das pulsações do ir e vir da rotina de um hospital. Sua expressão carrancuda, percebeu West naquele momento, não vinha de mau humor, mas sim do enfado de quem já viu tudo, e de quem sabe o que vai acontecer.
The Oracle
The Oracle
Admin

Mensagens : 558
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 41

https://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por Dr. Faust West em Sex Fev 22, 2019 11:18 am

Dr. West, mesmo estando há tão pouco tempo naquele hospital, já movia-se pelos corredores com alguma maestria - aquele tipo de maestria de quem já descobriu o lado do corredor para o qual as pessoas menos olham, e os caminhos que as pessoas menos fazem. Tudo para evitar a terrível veia social de alguns de seus colegas de trabalho. 

Quando a enfermeira Rockwell manifestou-se na sua frente, ele parou há cerca de um metro dela. Os olhos esquadrinharam a figura, incapazes de expor suas intenções - mas West perguntava-se o que poderia ter havido, pois ela não apareceria daquela forma sem um motivo, mas também satisfazia-se em sua presença: havia, pelas circunstâncias e repetidas provas de eficácia, aprendido a se não confiar, ao menos saber que poderia contar com Rockwell.

Seus olhos seguiram da enfermeira e pousaram sobre Hannah. Ele não se afligiu. Não era do seu feitio se preocupar com coisas que estavam fora de seu controle, e aquilo, definitivamente, estava - ele não podia fazer nada em dez minutos, tampouco ter acesso á Hannah, e se ela não havia dito nada até aquele momento, provavelmente não diria nada em momento nenhum. E, se dissesse, Dr. West achava ter as respostas para todas as perguntas que pudessem ser-lhe feitas. Ele nutria, como toda boa máquina, um gosto saudável por cultivar variáveis. 

Era infeliz, de fato, que Rockwell não houvesse impedido a menina de vagar - mas provavelmente devia-se ao mesmo motivo dele não tê-la simplesmente amarrado na cama: qualquer tipo de restrição forçosa como aquela traria mais problemas do que soluções. 

"Me acompanha num café, enfermeira Rockwell?" - ele perguntou, seu rosto de mármore imóvel contorcendo-se num sorriso social e, surpreendentemente, quase agradável. Indicou a cafeteria com a mão e esperou que Rockwell tomasse a dianteira, para segui-la.
Dr. Faust West
Dr. Faust West

Mensagens : 271
Data de inscrição : 04/08/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por The Oracle em Sex Fev 22, 2019 11:26 am

- "Claro que não. O senhor não toma café com pessoas, e eu tampouco. Todos aqui sabem disso. Para que dar a olhos curiosos uma visão de algo incomum, que pode levantar mais curiosidades? Somos só um médico e uma enfermeira conversando sobre algum assunto chato de trabalho, provavelmente envolvendo o falecimento por acidente automobilístico nessa madrugada" - ela falava de forma inflexível, sem qualquer entonação - "Aliás, tenho que voltar a meus afazeres em dois minutos, ou darão por minha falta. O mais provável é que a garota não tenha falado nada. Ralé como ela costuma saber que abrir bico pra polícia não traz nada de bom. Aí vai vir a assistente social, e mandá-la pra algum lugar, já que ela não precisa estar no hospital. Achei apenas que o Sr. deveria saber do ocorrido."

E a monolítica enfermeira preparou-se para virar, e seguir pelo corredor.
The Oracle
The Oracle
Admin

Mensagens : 558
Data de inscrição : 06/07/2016
Idade : 41

https://makeyourtruth.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por Dr. Faust West em Sex Fev 22, 2019 11:42 am

Faust permitiu-se uma estranha sensação de satisfação ao ouvir a resposta da enfermeira Rockwell - ele queria sentar-se com ela na cafeteria para dar-lhe uma nota de cem, agradecer-lhe pelos serviços prestados até então, fazer com que a velha se sentisse apreciada - manipulação de serviçais 101; mas Rockwell era melhor que isso. Ela era, realmente, experiente. Ela não precisava sentir-se apreciada. Ela precisava fazer um trabalho bem feito. 

Talvez ele pudesse até mesmo respeitar alguém assim. Talvez.

"Me avise se houver alguma mudança no quadro. Vou estar de plantão a distância." - avisou apenas, sabendo que ela tinha seu telefone, e deixou que se fosse. 

Faust retiraria-se e iria para casa - precisava recuperar as energias.
Dr. Faust West
Dr. Faust West

Mensagens : 271
Data de inscrição : 04/08/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos - Página 3 Empty Re: Uma noite de pesquisas e seus duvidosos frutos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum